São Paulo F.C



“Quando a bola sobra, tem de botar para dentro”

Seguindo as orientações de Muricy, Ganso anotou o gol da vitória sobre o Internacional

0546.jpg

Por Rubens Chiri/saopaulofc.net

Nas entrevistas do técnico Muricy Ramalho e durante as atividades realizadas no Centro de Treinamento da Barra Funda, é comum ver o comandante orientando o meia Paulo Henrique Ganso a entrar mais vezes na grande área e incomodar os marcadores rivais. E na noite desta quarta-feira (20), no Estádio Beira-Rio, o camisa 10 mostrou que tem seguido os conselhos do comandante.

Aos 35 minutos do primeiro tempo, Paulo Miranda cruzou da direita para Kaká, que tocou para Alvaro Pereira chutar forte. A bola desviou na zaga e sobrou quase na pequena área para Ganso empurrar para as redes de Dida: 1 a 0. Autor do gol solitário da partida, que garantiu a vitória do Tricolor, o armador discursou como um verdadeiro centroavante.

"Quando a bola sobra, tem de botar para dentro. O jogo estava muito truncado, mas fomos bem na marcação e conseguimos aproveitar na frente. Tenho entrado mais na área nos últimos jogos e, felizmente, consegui fazer o gol hoje", afirmou o Maestro.

Com o resultado em Porto Alegre, que derrubou a invencibilidade da defesa gaúcha - eram cinco jogos consecutivos sem sofrer gols -, o Tricolor assumiu a terceira colocação no torneio, com 29 pontos, e se manteve na caça do líder Cruzeiro (33).

"O Campeonato Brasileiro é muito difícil, principalmente jogando fora de casa, mas queremos encostar de vez na liderança", acrescentou Ganso. Na próxima rodada, agendada para domingo (24), o São Paulo entrará em campo de novo para medir forças contra o Santos, no Morumbi.