São Paulo F.C



No reencontro com o Beira-Rio, Pato quer brilhar pelo Tricolor

Cinco anos depois, atacante poderá atuar novamente no estádio do clube que o revelou, o Internacional

7640.jpg

Por Rubens Chiri/saopaulofc.net

Revelado no Internacional, o atacante Alexandre Pato viverá uma quarta-feira (20) especial. No duelo contra os gaúchos, válido pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2014, o camisa 11 poderá reencontrar o Estádio Beira-Rio. E defendendo o Tricolor, o centroavante promete honrar as cores do clube e brigar pela vitória em Porto Alegre.

"Tenho muito respeito pelo Internacional, mas hoje jogo pelo São Paulo e vou fazer de tudo para que a gente possa sair com um grande resultado. É um jogo decisivo, contra um rival direto e precisamos conseguir uma vitória para seguir em busca do nosso objetivo maior que é o título", afirmou o jogador.

A última vez em que Pato atuou no estádio foi pela Seleção Brasileira, no dia 1º de abril de 2009, na vitória do Brasil por 3 a 0 sobre o Peru, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010. Já contra o Inter, clube que o revelou, o atacante mediu forças apenas uma vez, quando ainda atuava pelo Corinthians, no empate sem gols pelo Brasileirão de 2013, no Pacaembu.

"Depois de muito tempo vou ter a felicidade de voltar ao Beira-Rio. Foi lá onde comecei no futebol. Morei na concentração que ficava debaixo da arquibancada. É uma sensação muito boa. No Internacional pude ganhar dois títulos importantes e vivi momentos especiais. Espero ser recebido com carinho pelo torcedor", acrescentou o goleador, que vive grande fase.

O camisa 11 marcou quatro gols e deu uma assistência nos últimos cinco jogos pelo São Paulo. Com sete gols na temporada, ele é superado apenas por Luis Fabiano, que balançou as redes 15 vezes. Além disso, Pato participou de todas as pastidas desde que estreou, no dia 12 de março, contra o CSA-AL, e só não jogou quando não estava à disposição da comissão técnica - no Paulistão e contra o Corinthians, pelo Brasileiro.

Em 21 jogos, sendo titular em 17 deles, o centroavante anotou sete gols e deu quatro assistências. "Estou feliz com o meu momento, mas devo isso aos meus companheiros. O Muricy também tem me ajudado muito e, por isso, tenho desempenhado o meu papel. Quero ajudar cada vez mais a equipe e mostrar o meu futebol", finalizou.