São Paulo F.C



Kaká terá papel de líder em campo

Experiente, meia vai ajudar capitão Rogério Ceni na orientação da equipe

DSC_0800.JPG

Por Site Oficial / saopaulofc.net

O técnico Muricy Ramalho confirmou a estreia do meia Kaká na partida do próximo domingo, quando o Tricolor encara o Goiás na casa do rival em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro. Muricy disse que Kaká, assim como Toloi, só não jogam se acontecer algo no próximo treinamento, o último antes da viagem para Goiânia.

"Toloi e o Kaká estão treinando bem, a não ser que aconteça alguma coisa eles estarão em campo. Senão com certeza os dois devem jogar", afirmou o técnico, que elogiou muito o esforço de ambos para estarem em campo o quanto antes - nenhum dos dois participou da intertemporada com o clube nos Estados Unidos.

"Eles não fizeram a temporada conosco nos Estados Unidos, mas fizeram aqui. Enquanto os outros estavam treinando com bola eles estavam fazendo trabalhos físicos, então eles tiveram tempo suficiente pra treinar. Claro que devem sentir um pouco, pois o jogo é totalmente diferente, mas são jogadores com experiência e a gente espera que isso encurte o caminho pra eles se adaptarem, tenho certeza de que farão um bom trabalho", completou.

Essa experiência da dupla é algo que Muricy gosta de destacar, principalmente por parte de Kaká. O treinador são-paulino está muito animado para contar com o meia em campo, já que entende que o camisa 8 vai exercer um papel importantíssimo no gramado, o de ajudar Rogério Ceni na questão da liderança.

"A gente se animou muito vendo o Kaká jogar no fim da temporada do Milan, e esperamos que ele possa fazer diferença, pois é um jogador que pode também orientar. A gente percebe nos treinamentos que ele tem uma maneira de tratar os colegas orientando bem, isso é fundamental porque nosso grande líder fica longe, no gol, e precisa ter alguém no campo pra orientar, parar, e ele nesse sentido mostra que tem essa qualidade também", completou.

Sobre a estreia, Muricy revela que conversou quase diariamente com o meia para saber como estava a condição física dele. O comandante tricolor acha que esse é o momento certo para colocar Kaká em campo, pois o jogador precisa da experiência de jogo para não "passar do ponto" nos treinamentos.

"Não fizemos nenhum plano pra ele estrear, vai acontecer porque ele está se sentindo bem agora. Houve uma boa conversa desde que ele chegou. Ele treinou muito duro e forte durante todo esse tempo. E sentimos que estava passando do tempo de ir pro jogo, ia ter excesso de treinamento, não dava mais pra treinar como estava treinando, todo o dia, dois períodos. Ele está se sentindo bem, e por isso que ele vai jogar", finalizou.