São Paulo F.C



Evangelista agarra chance e ganha moral

Camisa 20 foi um dos destaques do Tricolor durante a intertemporada nos Estados Unidos

14-DSC_0410.JPG

Por Site Oficial / saopaulofc.net

Campeão com a Seleção Brasileira Sub-21 no Torneio de Toulon, na França, no início do mês, o jovem Lucas Evangelista foi um dos destaques do Tricolor durante a intertemporada nos Estados Unidos. Sem Alvaro Pereira, que está com a Seleção do Uruguai na Copa do Mundo de 2014, o técnico Muricy Ramalho apostou no camisa 20 e gostou do que viu.

Improvisado na lateral esquerda, o jogador revelado no Centro de Formação de Atletas Laudo Natel, em Cotia, mostrou que pode ser peça importante do treinador para as sequências do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil. Com ótimo desempenho no setor, o meia-atacante deixou boa impressão caso o comandante necessite dele novamente na posição.

"O que os jogadores têm de entender é que o técnico tem filosofia de usar os melhores. Tem de ser 100% no treinamento, estou de olho nisso, e quem vacila fica fora mesmo. O Lucas foi o que mais ganhou aqui, vinha da Seleção Brasileira e chegou bem", elogiou Muricy.

Para ganhar a confiança do técnico, Evangelista soube aproveitar as atividades no Omni Resort at Championsgate - local onde a delegação são-paulina estava hospedada e treinava na Flórida -, para poder ser titular no amistoso internacional com o Orlando City (0 x 0), além dos dois jogos-treinos contra o Jacksonville-EUA (10 x 0) e Ocala PDL (11 x 1).

"Eles (jogadores) têm de saber que a qualquer momento podem ganhar posição, como o Lucas fez. E quem aproveita melhor, principalmente se a gente for ver nesse sentido, tem mais chance de jogar. Por isso, eles estão sempre trabalhando duro e procurando evoluir", acrescentou o treinador.

No elenco profissional desde a temporada 2013, Evangelista é uma das opções de Muricy para o setor de armação do time. Na decisão do Torneio de Toulon, o jogador foi um dos melhores jogadores em campo. Ajudando na marcação e apoiando no ataque, o atleta deu uma assistência e sofreu um dos pênaltis convertidos por Ademilson na goleada por 5 a 2 sobre a anfitriã França.