São Paulo F.C



Decisivo, uruguaio já é o líder de assistências

No triunfo sobre o Paulista, Alvaro Pereira mostrou mais uma vez que pode ser a arma do Tricolor nas bolas paradas

0921.jpg

Por Rubens Chiri/saopaulofc.net

Alvaro Pereira está apenas iniciando a sua trajetória no Tricolor, mas o uruguaio já mostra que tem tudo para cair nas graças da torcida e escrever o seu nome no clube. O lateral acumula quatro assistências em quatro jogos e deu mais ofensividade ao lado esquerdo da equipe. Os números ainda poderiam ser mais expressivos, já que na vitória sobre o Paulista, por 2 a 0, Ganso e Osvaldo passaram perto de ampliar o placar após jogadas do camisa 6, que deixaram a dupla na cara do gol.

No triunfo sobre o time de Jundiaí, Alvaro cobrou falta com perfeição e encontrou o zagueiro Antonio Carlos livre, na grande área, que só teve o trabalho de tocar para o fundo das redes. "Ele está marcando muitos gols e ajudando o time. E estou contente de poder ajudar, porque foi a minha segunda assistência pra ele. Ainda falta corrigir algumas coisas, mas estou contente com este meu início no São Paulo", afirmou.

Na partida da última quinta-feira (6), no Morumbi, os comandados do técnico Muricy Ramalho exploraram a maior parte dos ataques pela lateral esquerda, principalmente com o jogador que veio da Inter de Milão-ITA. Bem aberto e buscando as tabelas com Osvaldo, o atleta deu cara nova ao setor e foi um dos destaques na quarta vitória da equipe no Estadual.

"Conseguimos vencer depois de uma dura derrota no clássico e, por isso, a equipe está de parabéns", acrescentou o uruguaio, que assinou contrato de empréstimo pelo clube válido pelos próximos 18 meses, mas que já não esconde a sua vontade de permanecer no Tricolor após esse período.

"Meu desejo é jogar no São Paulo, porque é um sonho ver como as coisas estão acontecendo. Quero ficar muito tempo aqui e fazer um bom caminho no time. Quero crescer cada vez mais e ser útil", completou Alvaro, que projeta uma parceria ainda mais vitoriosa e cheia de gols com o xerifão são-paulino.

"Estou buscando essas bolas com o Antonio e Luis (Fabiano), porque eles são bons nas jogadas aéreas. É uma arma da equipe e tenho que trabalhar para melhorar isso casa vez mais. Estou jogando mais pelas pontas para poder abrir o jogo e buscar essas assistências com inteligência", finalizou.