São Paulo F.C



Muricy e Rogério exaltam liderança de Alvaro

Uruguaio, referendado por Lugano, já ganhou a confiança do elenco são-paulino

4053.jpg

Por Rubens Chiri/saopaulofc.net

Indicado pelo zagueiro Diego Lugano, que fez história no Tricolor, o lateral-esquerdo Alvaro Pereira parece querer trilhar os mesmos caminhos do compatriota. Apesar de pouco tempo no clube - foi contratado no início da temporada -, o camisa 6 já parece adaptado ao São Paulo e, aos poucos, vai ganhando a confiança da torcida.

Os números mostram a eficiência do jogador, que marcou o gol da equipe são-paulina no empate com o São Bernardo (1 a 1), na última quinta-feira (20), e tem se destacado neste Campeonato Paulista. Alvaro participou diretamente de aproximadamente um terço dos gols da equipe neste ano. Com quatro passes, ele é o principal assistente do elenco. Além disso, sofreu o pênalti convertido por Rogério Ceni na derrota para a Ponte Preta (2 a 1).

No entanto, não é apenas nas estatísticas que o uruguaio tem conquistado o seu espaço no Tricolor. Líder dentro de campo, o atleta já é uma das referências no time. Nas comemorações dos gols, é comum ver o lateral fazendo questão de abraçar os seus companheiros e mostrar a união do grupo são-paulino.

"O Alvaro é um cara extremamente profissional, como é característica do uruguaio e do Lugano, e sempre chega duas horas antes do treino. É comum ver ele se preparando para os jogos, com aquela raça uruguaia, e isso contagia o grupo. Ele tem experiência, jogou Copa do Mundo e tem esse espírito vencedor. Sem dúvida, é um exemplo de raça, dedicação e vontade de vencer para o elenco. E isso ele deixa transparecer toda vez que entra em campo", afirmou o goleiro Rogério Ceni, que teve a opinião compartilhada pelo técnico Muricy Ramalho.

 "Ele nunca sente dores, reclama ou fala que algo está doendo. Esses dias ele machucou o dedo, perguntaram se estava bem, mas ele falou que tinha mais quatro para usar (risos). Ele não se entrega nunca, e passa isso para os garotos. Já virou um exemplo pra gente, porque o ambiente ficou muito bom. É fundamental isso que ele passa no dia a dia", avaliou o comandante.

Além dos ídolos tricolores, o volante Souza também elogiou o camisa 6. No Porto-POR, o meio-camísta atuou com o uruguaio. No Velho Continente, ao lado do lateral-esquerdo, o marcador conquistou vários títulos com o clube português, como a Liga Europa de 2010/11, e viveu um dos melhores momentos de sua carreira.

 "Trabalhei dois anos com o Alvaro e ele dispensa comentários. Já o acompanhava pela seleção e, dentro de campo, ele não gosta de perder. Nem rachão (risos). Ele disputa todos os lances e faz de tudo para sair vitorioso. É um grande amigo, e vamos juntos tentar ajudar o time. A torcida pode ter certeza de que faremos de tudo para que isso aconteça", disse o jogador.