São Paulo F.C



"Estou focado em ajudar o time"

Provável substituto de Rodrigo Caio, camisa 3 quer agradar o técnico Muricy Ramalho em sua estreia

DSC_0823.JPG

Por Site Oficial / saopaulofc.net

Após o jogo-treino desta quinta-feira (13) contra o Sub-17, no Centro de Treinamento da Barra Funda, a tendência é de que o zagueiro Roger Carvalho seja o substituto de Rodrigo Caio - suspenso pelo terceiro cartão amarelo no Campeonato Paulista de 2014. E se for o escolhido pelo técnico Muricy Ramalho, como aconteceu nesta manhã, o camisa 3 afirma que está preparado para enfrentar a Portuguesa.

"Tenho procurado melhorar cada vez mais a parte física e o ritmo de jogo. Vou procurar mostrar que tenho condição. Estou bem alegre e animado para corresponder à oportunidade. A necessidade de jogar bem é de todos, não só minha. Quem veste a camisa do São Paulo tem que pensar sempre em jogar bem, em vencer", disse o defensor durante a coletiva de imprensa.

Desde o final da temporada passada, o jogador já treina normalmente com o restante do grupo. Seu último jogo aconteceu no dia 8 de maio de 2013, na derrota do Bologna para o Napoli por 3 a 0, pelo Campeonato Italiano. Sempre supervisionado pelos fisioterapeutas do REFFIS, o zagueiro conseguiu se recuperar e iniciou 2014 à disposição da comissão técnica.

E para aproveitar a primeira oportunidade no São Paulo, Roger Carvalho promete muito empenho e determinação no próximo sábado (15), no Morumbi. "Quem entra tem que fazer seu melhor. Estou focado em ajudar o time. Já estou me tratando faz um bom tempo. Realmente, o que falta agora é ritmo de jogo, porque estou bem preparado", afirmou o atleta, de 27 anos.

Com Rodrigo Caio e Alvaro Pereira suspensos pelo terceiro cartão amarelo, o técnico Muricy Ramalho manteve o esquema tático 4-3-3, mas apostou em Roger Carvalho e Reinaldo como substitutos. Assim, o profissional começou a partida com Rogério Ceni; Luis Ricardo, Antonio Carlos, Roger Carvalho e Reinaldo; Wellington, Souza e Paulo Henrique Ganso; Pabon, Luis Fabiano e Ademilson. O goleiro Denis atuou na equipe Juvenil.

"Já faz tempo que estou me recuperando, o que me falta é ritmo de jogo, mas estou bem preparado. Já estou apto a fazer uma partida os 90 minutos se precisar. Jogador de futebol não pode temer. Além de me receber de maneira formidável, os profissionais são de alto nível e um clube grande como esse conquista qualquer jogador", finalizou.