São Paulo F.C



Muricy: "O jogo foi amarrado, e a bola parada decidiu"

Treinador afirma que forte marcação de ambos os times dificultou na criação das jogadas

9146.jpg

Por Rubens Chiri/saopaulofc.net

Logo após o apito final no Serra Dourada, na vitória do Goiás por 1 a 0, com gol do zagueiro Rodrigo (ex-São Paulo), o técnico Muricy Ramalho afirmou que a forte marcação de ambas as equipes dificultou nas criações das jogadas. E de acordo com o comandante, que sofreu o seu primeiro revés após o seu retorno ao clube, só a bola parada poderia definir o vencedor da partida válida pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2013.

"O jogo foi amarrado, porque os times marcaram muito e produziram pouco. A partida acabou ficando lenta e, assim, qualquer detalhe que acontecesse seria decisivo. Foi a bola parada que decidiu o resultado, porque o jogo foi muito igual", avaliou o treinador são-paulino, que acumulava três vitórias consecutivas desde que acertou a sua volta ao São Paulo.

Aos 44 minutos do segundo tempo, o zagueiro Rodrigo (ex-Tricolor) cobrou falta com força e garantiu o triunfo esmeraldino. A bola bateu na trave, mas na volta bateu em Rogério Ceni e entrou. "Não acredito que tenha faltado sorte. Na verdade, os dois times tiveram poucas oportunidades e, no final, o Goiás esticou mais as bolas. Não foi um grande jogo e o resultado só poderia ter sido definido como foi: na bola parada", afirmou Muricy, que completou.

"Não fizemos um grande jogo, porque a marcação tomou conta. As duas equipes até lutaram e se empenharam, mas a partida acabou ficando lenta. O campo do Serra Dourada é grande e o calor estava forte também. Por isso a partida não foi excepcional e acabou definida na bola parada", finalizou o treinador são-paulina.