São Paulo F.C



Em Uberlândia, Tricolor é derrotado pelo Flamengo

Como preparativos para a sequência da temporada e atrás de ritmo de jogo para o time, Ney Franco pôde testar mais peças no São Paulo

Como parte dos 125 anos da cidade de Uberlândia e preparativos para a sequência da temporada 2013, o São Paulo enfrentou o Flamengo, neste sábado (29), no Parque do Sabiá, e acabou derrotado por 1 a 0 (gol de Marcelo Moreno). Mais do que o resultado, a partida serviu para o técnico Ney Franco dar mais ritmo de jogo ao time que, na próxima quarta-feira (3), enfrentará o Corinthians pela Recopa, no Morumbi.

Após dez dias de férias e cinco de trabalhos no CFA, em Cotia, o Tricolor entrou em campo pela primeira vez depois da pausa no Campeonato Brasileiro e pôde rodar mais o time, que terá vários desafios no segundo semestre como a Audi Cup, Suruga, Eusébio Cup e Copa Sul-Americana. E o duelo também marcou a estreia de Mano Menezes no comando do Flamengo, após dirigir a Seleção Brasileiro nas últimas temporadas.

Sem poder contar com alguns titulares, como Luis Fabiano, Denilson, Lúcio, Jadson e Paulo Miranda, o treinador são-paulino escalou a equipe com Rogério Ceni; Douglas, Rhodolfo, Rafael Toloi e Juan; Rodrigo Caio, Maicon e Paulo Henrique Ganso; Lucas Evangelista, Aloísio e Osvaldo.

O Fabuloso recebeu uma pancada no treino da última quinta-feira (27), no Centro de Formação de Atletas Laudo Natel, em Cotia, tanto que não treinou na sexta (28) e ficou em tratamento no REFFIS. Lúcio, gripado, também não viajou, assim como Wellington (dores no tornozelo após sofrer um trauma na região) e Denilson (dores no joelho).

Vale lembrar que além dos quatro, o zagueiro Paulo Miranda sofreu uma fratura na mão, o lateral-esquerdo Carleto passou por cirurgia após ruptura dos ligamentos do joelho e o meio-campista Jadson segue com a Seleção Brasileira, na disputa da Copa das Confederações. Dessa forma, o trio também ficou de fora do duelo contra os cariocas.

TUDO IGUAL

Com a bola rolando, na primeira etapa, a partida foi marcada pelo perde e ganha no meio de campo. Mais na base da raça do que na técnica São Paulo e Flamengo até buscaram o gol, mas esbarraram no excesso de passes errados. Assim, os goleiros Rogério Ceni e Felipe pouco trabalharam. O camisa 01 tricolor foi exigido apenas duas vezes e, em ambos os casos, soube parar o ataque rival.

Pelo alto, após cobrança de falta aos 29 minutos, o volante Rodrigo Caio teve a melhor oportunidade da equipe paulista. Após cobrança de falta, o meio-campista subiu bem de cabeça, mas a bola passou por cima. Dessa forma, as redes não balançaram na primeira etapa.

NEY TESTA A EQUIPE

No segundo tempo, atrás de mais ritmo de jogo para o elenco do São Paulo, o técnico Ney Franco trocou quase toda a equipe após o intervalo. O time foi formado por Denis; Mateus Caramelo, Rhodolfo, Edson Silva e Reinaldo; Allan, João Schmidt, Maicon e Roni; Silvinho e Ademilson.

Porém, apesar das alterações, o Tricolor não conseguiu reagir e acabou surpreendido pelos cariocas que mantiveram a mesma equipe dos primeiros 45 minutos. Aos 9 minutos, o lateral-direito Léo Moura cobrou pênalti, mas parou nas mãos do goleiro Denis que fez grande defesa. No entanto, três minutos depois, o arqueiro são-paulino nada pôde fazer para impedir o gol do rubro-negro. O atacante Marcelo Moreno recebeu na grande área e só teve o trabalho de tocar na saída de Denis.

Após o tento, os cariocas ainda arriscaram mais algumas jogadas ofensivas, mas o goleiro do São Paulo fez boas intervenções e parou o adversário. Na frente, Ademilson até arriscou algumas tabelas com Silvinho e Roni, porém, o ataque tricolor não conseguiu passar pelos marcadores e o duelo terminou com o triunfo do Flamengo.