São Paulo F.C



Sete anos do Tri

Relembre a conquista do mundial e descubra por onde andam os heróis de 2005

S∆o Paulo 2005 04_crop_galeria.jpg

Por Site Oficial/saopaulofc.net

Nesta terça-feira (18) o São Paulo Futebol Clube completa sete anos da conquista do tricampeonato mundial. No dia 18 de dezembro de 2005, no estádio de Yokohama, no Japão, o Tricolor derrotou o Liverpool por 1 a 0 e chegou novamente ao topo do mundo, repetindo os feitos de 1992 e 1993.

O gol de Mineiro aos 26 minutos do primeiro tempo derrubou uma série de 11 jogos sem sofrer gols da equipe inglesa e fez o clube, único do país com três conquistas, entrar para um seleto grupo de times tricampeões mundiais, ao lado de Real Madrid, Milan, Boca Juniors, Nacional e Peñarol.

O Site Oficial relembra esta importante data e mostra por onde andam os heróis do tricampeonato mundial.

1 - Rogério Ceni

O capitão são-paulino segue no clube, quebrando recordes e mais recordes. Maior ídolo da torcida, em 2012 Rogério Ceni acrescentou outra importante e inédita conquista ao seu recheado currículo: a Copa Sul-Americana. Depois do mundial ganhou ainda três brasileiros. São 1050 jogos pelo clube e 107 gols marcados, o que faz dele o maior goleiro-artilheiro do mundo.

2 - Cicinho

Deixou o clube logo após o Mundial para defender o Real Madrid. Foi negociado com o Roma e emprestado duas vezes pelo clube italiano, sendo uma para o próprio São Paulo e outra para o Villarreal, da Espanha. Este ano rescindiu com o clube italiano e voltou ao país para defender o Sport. Apesar do rebaixamento para a Série B com o clube pernambucano, o lateral-direito de 32 anos afirmou que deve seguir lá na próxima temporada.

3 - Fabão

Se transferiu para o Japão em 2006, após a conquista do Brasileiro. Lá ficou dois anos defendendo o Kashima Antlers, antes de voltar ao Brasil para jogar pelo Santos. Passou ainda por Guarani e Henan Jianye, da China. O xerifão está parado no momento, ainda sem definir se vai ou não se aposentar. Fabão teve como seu último clube o Comercial de Ribeirão Preto, com quem disputou o Campeonato Paulista deste ano.

4 - Edcarlos

O zagueiro saiu do clube em 2007, para defender o Benfica, de Portugal. Passou por Fluminense, Cruz Azul (MEX), Cruzeiro e Grêmio e este ano, ao lado de Cicinho, defendeu o Sport no Brasileiro. Após chegar a um acordo com o clube pernambucano, Edcarlos rescindiu seu contrato e agora define seu futuro junto com seus representantes.

5 - Lugano

Chamado pelos torcedores de Deus da Raça, o uruguaio está no Paris Saint-Germain desde 2011, após anos de muito sucesso no Fenerbahce, da Turquia, clube no qual ficou por cinco anos e saiu como verdadeiro rei. Capitão da Seleção Uruguaia que disputa as eliminatórias, Lugano vem sendo pouco aproveitado no clube francês e ainda não definiu seu futuro para a próxima temporada.

6 - Júnior

O lateral-esquerdo, hoje com 39 anos, se aposentou ao final de 2010. Seu último clube foi o Goiás. Júnior vive atualmente em Belo Horizonte, onde é dono de um restaurante e toca projetos pessoais. Depois que saiu do São Paulo em 2008, o lateral defendeu ainda o Atlético Mineiro.

7 - Mineiro

Autor do gol que deu ao São Paulo o terceiro título mundial, o pequeno gigante Mineiro vive com seus familiares na Alemanha e atua pelo TuS Koblenz, clube de menor expressão que optou por defender desde que deixou o Schalke 04. Mineiro saiu do Tricolor em 2007, mas não sairá jamais da memória dos torcedores. O jogador defendeu ainda o Hertha Berlim e o Chelsea.

8 - Josué

Desde que deixou o clube em 2007, esse excepcional volante defende o Wolfsburg, da Alemanha. Como não poderia deixar de ser, em seu clube ele é um dos principais jogadores e homem de confiança do treinador. Foi capitão do time e aos 33 anos tem seu nome marcado na história do Wolfsburg.

9 - Grafite

São-paulino de coração, Grafite deixou o clube em 2006 para defender o Le Mans, da França. Foi transferido para o Wolfsburg, onde foi campeão alemão e artilheiro com 28 gols, maior número marcado por um brasileiro na história da competição ao lado de Aílton. Desde 2011 defende o Al-Ahli dos Emirados Árabes.

10 - Danilo

Assim como Fabão, o meia deixou o clube ao final da temporada de 2006 e se transferiu para o Kashima Antlers, do Japão. Lá ficou até 2010, ano em que voltou para o futebol brasileiro para defender o arquirrival Corinthians.

11 - Amoroso

O artilheiro acabou se despedindo do clube logo após a conquista do Mundial. Ele seguiu para o Milan, da Itália, onde ficou por pouco tempo. Antes de se aposentar defendeu Corinthians, Grêmio, Aris Salônica, da Grécia, e Guarani, onde deixou o futebol em 2009. Hoje cuida de negócios pessoais e disputará em 2013 o paulista de showbol pelo time campineiro.

12 -  Christian

O atacante saiu do São Paulo em 2006 e depois que deixou o clube passou por várias equipes, como Botafogo, Juventude, Corinthians, Internacional, Portuguesa, Pachuca (MEX), dentre outras. Aos 37 anos está aposentado e atualmente cuida de negócios pessoais.

13 - Alex

Desde o início do ano o zagueiro defende o Paraná Clube. Alex deixou o São Paulo em definitivo em 2008, após empréstimos para Botafogo e Figueirense. Defendeu ainda a Portuguesa e o Atlético Mineiro, e chegou a atuar no Nacional, de Portugal.

14 - Aloísio

Autor do passe para o gol de Mineiro e um dos personagens mais folclóricos e queridos da conquista, Aloísio defenderá em 2013 o Sport Atalaia, clube de sua cidade natal, no Campeonato Alagoano. Ele deixou no final deste ano o CRB, onde surgiu par ao futebol. Aloísio saiu do São Paulo em 2008 para defender o Al-Rayyan, do Catar e depois passou por clubes como Vasco da Gama e Brasiliense.

15 - Denilson

Negociado com o Arsenal em 2006, o volante voltou ao clube no ano passado com uma ideia fixa na cabeça: conquistar seu primeiro título profissional. Este ano, felizmente Denilson alcançou seu objetivo ao faturar a Copa Sul-Americana. Aos 24 anos, o camisa 15 está emprestado pelo clube inglês até a metade de 2013.

16 -  Fábio Santos

O lateral-esquerdo deixou o clube em definitivo em 2008, seguindo para o Monaco, da França. Antes havia sido emprestado para o futebol japonês e para o Cruzeiro. Defende atualmente o Corinthians, após passagens por Santos e Grêmio.

17- Renan

O volante defende atualmente o Sport de Recife e se recupera de uma grave lesão no joelho. Emprestado para diversos clubes, Renan deixou o São Paulo de forma definitiva em 2011, seguindo para o Vitória de Guimarães, de Portugal. Antes de acertar com o clube pernambucano ele passou ainda pelo Atlético Paranaense.

18 - Flávio Donizete

O zagueiro entrou na lista de relacionados de última hora, substituindo Leandro Bomfim, que sofreu uma lesão muscular. Desde que saiu do clube defendeu a Portuguesa e equipes menores, como América (SP), Alagoinhas (BA) e Nacional (AM).

19 - Thiago Ribeiro

O atacante de 26 anos está atualmente defendendo o Cagliari, da Itália. Desde que deixou o clube em 2007, Thiago Ribeiro atuou no Al-Rayyan, do Catar, e no Cruzeiro, onde obteve bastante sucesso.

20 - Richarlyson

O polivalente deixou o São Paulo ao final da temporada de 2010 e seguiu para o Atlético Mineiro, clube que defenderá em 2013. Richarlyson conquistou no Tricolor o tricampeonato brasileiro de forma consecutiva.

21 - Souza

O irreverente meio-campista defende atualmente o Cruzeiro. Souza saiu do São Paulo em 2008 e seguiu para o Paris Saint Germain. Antes de chegar ao clube mineiro atuou ainda no Grêmio e no Fluminense.

22 - Bosco

Contratado para o Mundial de Clubes, o goleiro deixou os gramados logo após o término do seu vínculo com o São Paulo, em junho de 2011. Após se recuperar de uma grave lesão no joelho, o goleiro se aposentou e hoje vive nos Estados Unidos.

23 - Flávio Kretzer

O terceiro goleiro do Tri deixou o São Paulo ao final da temporada de 2006 e seguiu por diversos clubes brasileiros de menor expressão, além de ter atuado no futebol romeno. Atualmente defende o Metropolitano de Santa Catarina.

Paulo Autuori

O comandante são-paulino na conquista do tricampeonato deixou o clube logo após o Mundial e seguiu para o futebol japonês, onde ficou por um ano. Após passar por outros clubes brasileiros, Paulo Autuori comanda a Seleção do Catar.