São Paulo F.C



Coragem de campeão

Revelado pelo Bragantino, PINTADO marcou época no São Paulo, time pelo qual faturou títulos de torneios importantíssimos no início dos anos 90, como Mundial Interclubes e Libertadores da América

Coragem de campeão

Revelado pelo Bragantino, PINTADO marcou época no São Paulo, time pelo qual faturou títulos de torneios importantíssimos no início dos anos 90, como Mundial Interclubes e Libertadores da América

 
Poucos torcedores se lembram, mas o volante Pintado, que marcou época na máquina de jogar futebol comandada por Telê Santana no começo dos anos 90, já havia tido uma passagem pelo Tricolor na década anterior. Luis Carlos de Oliveira Preto iniciou carreira no Clube Atlético Bragantino, clube de sua cidade natal. Na época, atuava como lateral-direito.
A origem de seu apelido, segundo o ex-jogador, vem de sua infância no interior. “Um dia, faltou o garoto que era o goleiro do meu time. O técnico, então, apontou para mim e, como eu era sardento, disse que o ‘Pintado’ seria o goleiro”, relembra. “A molecada começou a rir e o apelido pegou.”
No final de 1984, seu passe foi vendido ao São Paulo. Sob o comando de Cilinho, porém, não teve muitas oportunidades. Fez somente duas partidas no Paulistão de 1985. Acabou emprestado justamente à equipe que o revelou. Naquela altura, já tinha passado por todas as posições da defesa. A estréia como volante acabou sendo por acidente. E foi promovida pelo atual técnico da seleção brasileira. “O Parreira (treinador do Bragantino na época) me perguntou se eu queria jogar no meio ou na lateral. Pensei que ele estava se referindo ao miolo da zaga, mas, na verdade, estava falando do meio-de-campo”, diz. “Topei atuar no meio e, de repente, me vi escalado como volante (risos).”