São Paulo F.C



Em Caçador, Tricolor soma ponto diante do Avaí Kindermann

Sob forte calor e jogo truncado, São Paulo sai na frente, mas leva empate, de pênalti, nos minutos finais

Pela nona rodada do Campeonato Brasileiro Feminino, o São Paulo viajou para Caçador, Santa Catarina, para enfrentar o Avaí Kindermann, na tarde deste domingo (13). A partida marcava um duelo importante na zona de classificação, entre duas equipes que brigam no G8. O Tricolor saiu na frente, aos 42 minutos do segundo tempo, com gol de Gislaine, mas levou o empate de pênalti, 1 a 1, dois minutos depois, em jogo bastante brigado, truncado. 

Para o duelo, o técnico Lucas Piccinato tinha todas as atletas liberadas pelo teste de Covid-19, porém, baixas pelo departamento médico. Bruna e Kamilla, que seguem em recuperação de lesão, e Ana Cris, que sentiu a panturrilha no treino da última quinta-feira, passou por exames e não viajou. Jaqueline, que vinha sendo titular, estava com desconforto na coxa, iniciando no banco. Com isso, o comandante foi a campo com Carla, Lauren, Thais Regina, Gislaine e Roberta; Natane, Yaya, Cris, Carol, Duda e Glaucia.

A rodada começou com o São Paulo em oitavo lugar, com 13 pontos, enquanto o Kindermann somava 16, em quarto. Ambos com ótimo desempenho em casa, ainda precisando mostrar melhor serviço fora para deslanchar de vez na competição nacional. O Tricolor começou com a marcação alta, fazendo pressão no time da casa. Boas chances apareceram, principalmente para Carol, que chegou a guardar uma delas, aos 13 minutos, mas a arbitra marcou impedimento. Passados dos quinze minutos, o time da casa se encontrou no jogo, criando perigo tanto quanto, ou mais, que as são-paulinas. Quando acionada, Carla fez boas defesas. 

A intensidade do jogo era grande, o calor passava dos 34 graus e a qualidade começava a declinar, quando foi feita a parada técnica para a hidratação. Com a pausa, o Tricolor conversou e se reequilibrou. Duda ficou cara a cara com a goleira Bárbara, mas a adversária levou a melhor. Na sequência, Catyellen acertou o travessão de Carla, mas o placar ficou mesmo em 0 a 0 na primeira etapa. 

Para os 45 minutos finais, Piccinato voltou sem substituições. Porém, aos 11 minutos, com o jogo truncado demais, começou a buscar novas alternativas, sendo Andressa na vaga de Cris a primeira. Aos 20 minutos, em grande jogada de Roberta, Duda foi encontrada lá na frente, que finalizou, tirando a goleira, mas passando por cima do gol. Aos 25 minutos, Mylla entrou no lugar de Natane, e o São Paulo teve três boas oportunidades, duas com Carol e uma com Glaucia, mas que saíram sem força. Aos 42 minutos, após cobrança de escanteio, Gislaine finalmente fez a rede balançar, 1 a 0 para o São Paulo. O tempo de comemorar foi pouco. No lance seguinte, a arbitra marcou mão da zagueira Thais Regina na bola, após desarme, e o Kindermann empatou de pênalti, 1 a 1. 

O próximo jogo válido pelo Campeonato Brasileiro Feminino acontece no dia 23 de setembro apenas, diante do Audax, em Cotia, às 15h. Isso porque, nesta segunda-feira (14), sete atletas se apresentam na Granja Comary, para treinamentos com a Seleção Brasileira Feminina. Jaqueline, Cris, Larissa Santos e Lauren, com a Sub-20, comandada por Jonas Urias, e Duda, Carol, Yaya na principal, com Pia Sundhage. O retorno acontece no dia 22 de setembro. 

FICHA TÉCNICA:
Escalação: Carla, Lauren, Thais Regina, Gislaine e Roberta; Natane (Mylla), Yaya, Cris (Andressa), Carol, Duda e Glaucia
Técnico: Lucas Piccinato