São Paulo F.C



Tricolor é superado pelo Cruzeiro na estreia no Brasileiro Feminino

Jogando em Minas Gerais, são-paulinas perdem pênalti e oportunidades de pontuar no primeiro jogo

WhatsApp Image 2020-02-10 at 19.57.08.jpeg

Por Renata Lutfi / saopaulofc.net

Nesta segunda-feira (10), o São Paulo estreou no Campeonato Brasileiro Feminino diante do Cruzeiro, no Estádio Alterosas, em Minas Gerais. Reencontrando o time mineiro, em que o Tricolor havia vencido em 2019 e sido campeão da A2, neste mesmo palco, o time do Morumbi começou a competição com uma derrota pelo placar mínimo.  

Com desfalque das atletas que estão na Seleção Brasileira Sub-20, Jaqueline, Yaya, Lauren e Cris, o técnico Lucas Piccinato escalou o São Paulo com Carla, Natane, Thais, Gislaine, Roberta, Ana Cris, Larissa Santos, Duda, Carol, Mylla e Glaucia. A partida marcou a estreia de Gislaine, Duda, Carol, Mylla e Glaucia com a camisa do São Paulo, que chegaram para a temporada 2020.  

A partida começou com o São Paulo tentando na força de seu contra-ataque e o Cruzeiro nas bolas paradas aéreas. A juíza não deixava a partida fluir, marcando muitas faltas, não dando vantagens e parando para atendimentos longos, o que diminuia o ritmo do jogo. Aos 34 minutos, em lançamento longo, Vanessa dominou e chutou cruzado, abrindo o marcador para o Cruzeiro. O Tricolor tentou reagir na sequência, com Mylla, Glaucia e a melhor oportunidade, aos 40 minutos, em tabela de Glaucia, Roberta é Duda, mas a goleira Mary Camilo fez excepcional defesa. 

O São Paulo continuava insistindo, Glaucia arriscou uma de cabeça, e Duda correu pro meio da área, sendo derrubada. Pênalti. Carol foi bater bem no canto, mas a goleira mais uma vez foi buscar, colocando pra fora. Mesmo com o placar adverso, Lucas voltou com o mesmo time para o segundo tempo. Com menos de 10 minutos, Kamilla entrou na vaga de Mylla. Pouco depois, Dani substituiu Natane.  

Com 27 minutos, o Tricolor teve uma sequência de escanteios e criou boas chances, mas mais uma vez foi parada pela goleira adversária. Por fim, nas substituições, aos 33 minutos, Bruna entrou na vaga de Carol. Apesar dae tentativas e até das melhores chances, o placar não se alterou. 

O elenco Tricolor tem pouco tempo para se recuperar para o próximo difícil duelo. O retorno para São Paulo está marcado para a manhã desta terça-feira, 11, e no período da tarde, as atletas farão um treino leve, regenerativo. Já na quinta-feira, dia 13, às 19h, o São Paulo estreia em casa, recebendo o Internacional, em Cotia, com entrada gratuita, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro Feminino. 

FICHA TÉCNICA:

Escalação: Carla; Roberta, Thais, Gislaine e Natane (Dani); Ana Cris, Larissa Santos, Duda; Carol (Bruna), Mylla (Kamilla) e Glaucia

Técnico: Lucas Piccinato