São Paulo F.C



São-paulinas levam decisão para os pênaltis, mas ficam com o vice

Após reverter derrota de 2 a 0 na Vila, sobre o Santos, com gols de Jaqueline, Tricolor fica com segundo lugar da Copa Paulista Feminina

O São Paulo entrou em campo neste sábado (19), pela última vez na temporada 2020, em busca do título da Copa Paulista Feminina. A missão era difícil, reverter os 2 a 0 feito pelas Sereias de Vila, na Baixada. Nos 90 minutos, o Tricolor conseguiu fazer 2 a 0, com Jaqueline, mas, apesar da melhor atuação, não ampliou, decidindo nos pênaltis. Nas batidas alternadas, 5 a 4 para o Peixe e o vice-campeonato.

Para o duelo, o técnico Lucas Picinatto voltou a contar com a zagueira Thais Regina, que se recuperou de uma concussão na última semana, e voltou a colocar Glaucia como titular, depois do afastamento por precaução por contato com familiares com Covid-19. No meio de campo, Cris ganhou a vaga de Ana Cris, que levou uma pancada no tornozelo e não se recuperou a tempo. 

Com isso, o Tricolor foi para o duelo com Carla; Thais Regina, Lauren e Dani;Cris, Yaya, Larissa; Jaqueline, Carol e Glaucia. Bem mais empenhado no ataque e precisando da vitória por pelo menos dois gols de diferença para levar aos pênaltis, o São Paulo se lançou a frente com pressão e eficácia. Aos 19 minutos, em tabela com Carol, Jaqueline abriu o placar. 

Quando o primeiro tempo se encaminhava para os minutos finais  foi a vez de Glaucia servir Jaqueline, que em chute cruzado, sem chance para a goleira santista Michelle, fez o segundo gol. 2 a 0, placar do primeiro tempo. 

Com os gols, o placar voltou ao "0x0", restavam 45 minutos para definir o campeão da Copa Paulista Feminina. Como não podia ser diferente, os dois times voltaram em alta intensidade, buscando gols para não ter decisão por pênaltis. Aos 17 minutos, Carol levou uma forte entrada e não conseguiu seguir na partida, com fortes dores no ombro, sendo imobilizada ainda no banco de reservas, entrando Giovaninha no ataque Tricolor. Aos 30, Kamilla entrou para dar fôlego novo ao ataque, saindo Larissa. Sete minutos depois, Andressa substituiu Yaya. 

O jogo era de muita marcação, com as duas equipes tentando achar uma oportunidade de gol, mas sem descuidar de sua meta, que poderia custar o título. O São Paulo tinha melhores chances, mas não conseguia acertar o último passe e converter. Como a rede não balançou mais, terminando em 2 a 0, devolvendo o resultado do primeiro jogo na Vila, a taça foi decidida nas penalidades. 

PENALIDADES
Em baixo da trave, o São Paulo tinha a goleira Carla, que já passou por outras grandes decisões em outros clubes por pênaltis, enquanto o Santos contava com Michelle, que fez grande partida, e livrou o Peixe de levar mais gols no tempo regulamentar. Piccinato escolheu a ordem: Giovana, Thais Regina, Jaqueline, Dani e Glaucia. O Santos iniciou as cobranças alternadas acertando, enquanto Michelle defendeu a cobrança de Giovana. Cristiane fez para o Santos, enquanto Thais Regina chutou para fora. Jaqueline fez 3 a 1, deixando o São Paulo vivo na disputa. 

Na quarta, Carla brilhou, defendendo a cobrança de Tayla. Dani fez. Larissa cobrou na trave e Glaucia deixou o placar em 3 a 3, começando as alternadas. O Santos acertou, mas Giovaninha também, 4 a 4. Na sétima cobrança, Kamilla chuto para fora, 5 a 4. 

FICHA TÉCNICA:
Escalação: Carla, Thais Regina, Lauren, Dani; Cris, Yaya (Andressa), Larissa (Kamilla); Jaqueline, Carol (Giovaninha) e Glaucia
Técnico: Lucas Piccinato