São Paulo F.C



São Paulo é campeão da Supercopa Sub-17

Na Arena Pantanal, Tricolor superou o Fluminense nos pênaltis e garantiu o 74º título da era Cotia

Na noite desta quarta-feira (10), o São Paulo venceu o Fluminense nos pênaltis e conquistou o título da Supercopa do Brasil Sub-17 em partida disputada na Arena Pantanal, em Cuiabá (MT). No tempo regulamentar, o jogo terminou em 1 a 1, gol feito por João Adriano; nos pênaltis, vitória por 4 a 2, com duas defesas do goleiro Leandro. É o título 74 da base na era Cotia (desde 2005), troféu que coroa o São Paulo como melhor equipe Sub-17 do Brasil na temporada.

O Tricolor garantiu vaga na Supercopa ao vencer a Copa do Brasil no dia 29 de janeiro, diante do mesmo Fluminense, em jogo no estádio Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro. Para levar a taça, o time superou o rival no último minuto: 2x1, gols feitos por Caio e Pet. 

Para a decisão, o Tricolor comandado por Mário Ramalho – ele substituiu Menta, que foi chamado para auxiliar Marcos Vizolli na equipe profissional. O treinador teve que fazer duas mudanças na equipe em relação à vitória da Copa do Brasil: Patryck (fratura no pé) e Brian (lesão no joelho) não puderam viajar e deram lugar a Belém e Ythallo.

Aos três minutos, o Tricolor abriu o placar. Palmberg fez lindo passe para Caio, na direita, e o atacante achou João Adriano na área. O camisa 11 se antecipou ao goleiro e empurrou para o gol. Pelo menos mais duas chances de gol saíram no primeiro tempo com Palmberg e Caio, que chegou a marcar, mas o assistente deu impedimento do são-paulino.

Apesar de dominar a partida, o São Paulo sofreu o empate aos 19 minutos. Os garotos seguiram em busca do segundo gol, mas a partida ficou mais truncada e equilibrada. No último lance antes do intervalo, Ythallo teve duas oportunidades de marcar, mas parou no goleiro rival. 

O reinício da partida teve a tendência do fim do primeiro tempo, com equilíbrio e as duas equipes pensando bastante para tomar iniciativas. Léo, em chute de longe aos 15 minutos, tirou tinta do travessão. Mário Ramalho fez várias mudanças na equipe, e o Tricolor por pouco não fez o segundo com Caio, que acertou o travessão aos 38 minutos.

Nas penalidades, mais uma vez brilhou a estrela do goleiro Leandro, que pegou duas cobranças. Já Marquinhos, Moreira, Luizinho e Belém converteram e saíram para comemorar mais uma taça, que coroa a ótima campanha da equipe juvenil na temporada 2020.

São Paulo: Leandro; Flávio (Moreira, 29min/2ºT), Ythallo, Beraldo e Belém; Léo, Negrucci (Matheus Amaral, 17min/2ºT), Palmberg (Luizinho, 33min/2ºT), Marquinhos, Caio e João Adriano (Pet, 33min/2ºT)
Técnico: Mário Ramalho