São Paulo F.C



Tricolor é bicampeão da Copa do Brasil Sub-17

Em virada espetacular, São Paulo vence o Fluminense nos minutos finais e fatura o 73º título da era Cotia

Em uma partida heroica, o São Paulo venceu o Fluminense na noite desta sexta-feira (29) e faturou o bicampeonato da Copa do Brasil Sub-17. O troféu foi conquistado após vitória por 2 a 1 no estádio Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro, gols feitos por Caio e Pet, no último minuto de jogo.

Com a vitória, o Tricolor chega à 73ª conquista do futebol de base masculino na era Cotia (desde 2005) e ao segundo título da Copa do Brasil Sub-17 – o primeiro foi conquistado em 2013. O triunfo também faz o clube se classificar à Supercopa do Brasil Sub-17, novamente contra o Fluminense, em data ainda não divulgada. A disputa reunirá o campeão da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro (faturado pelos cariocas).

O jogo
Em relação à primeira partida, o técnico Menta fez duas mudanças na equipe. Patryck, que cumpriu suspensão no jogo em Cotia, voltou à lateral-esquerda, e Negrucci ganhou uma vaga no meio-campo.

O Fluminense começou o jogo pressionando e, aos cinco minutos, conseguiu marcar.O Tricolor respondeu com a tabela entre Negrucci e Marquinhos – o meia finalizou cruzado e o goleiro conseguiu pegar. O jogo perdeu em oportunidades e ficou equilibrado. Apenas aos 35, João Adriano, em descida rápida pela esquerda, assustou o goleiro, mas o chute saiu alto demais. No final, Léo também arriscou por cima do gol.

O Tricolor mudou no intervalo, e no ataque: entrou Caio, saiu Talles. Mais ofensivo, o time teve ótimas oportunidades antes dos seis minutos, principalmente em chance com Caio, desviada pelo zagueiro. Novamente, Caio, em descida pela direita aos 19, assustou o Fluminense, mas dessa vez o goleiro pegou.

Melhor no segundo tempo, o Tricolor conseguiu o empate aos 20 minutos. Léo ajeitou para Patryck, que fez o cruzamento da esquerda de forma perfeita. Caio, bem posicionado na área, cabeceou no canto! A segunda mudança no São Paulo saiu aos 35, quando Belém entrou em campo na vaga de João Adriano.

Pressionando o rival, os garotos #MadeInCotia incomodaram bastante, mas não conseguiam marcar. Até que, aos 43 minutos, Menta colocou Pet e Deivid em campo nas vagas de Marquinhos e Léo, mudança que faria o destino da partida mudar. Aos 49, Caio foi empurrado na área. Pet cobrou no canto direito para dar o título ao Tricolor.

A campanha
O desempenho do Tricolor na Copa do Brasil Sub-17 teve 7V, 1E, 1D, 19 gols marcados e quatro sofridos. Na estreia, goleada por 8x1 sobre o 1ºBPM-TO; em seguida, duas vitórias sobre o CRB-AL nas oitavas de final e mais dois resultados positivos nas quartas: 4x0 e 1x0 sobre o River-PI. Nas semifinais, clássico contra o Palmeiras que começou com vitória no Allianz Parque por 2x0l Já em Cotia, 0x2 e vaga garantida nos pênaltis (5x4).

Essa foi a segunda temporada consecutiva em que o São Paulo chegou à decisão de um dos torneios mais importantes da base brasileira. Em 2019, os garotos não conseguiram o título ao serem derrotados pelo Palmeiras – o troco veio no Campeonato Paulista daquele ano.

Já na primeira edição da competição, em 2013, os são-paulinos venceram o Flamengo na final, que foi disputada no Morumbi (2x0) e em Macaé (3 a 1). O técnico Menta também estava à frente do time juvenil nessa campanha. Naquele ano, o Fluminense foi o rival das semifinais.

São Paulo: Leandro; Flávio, Brian, Beraldo e Patryck; Léo (Deivid, 45min/2ºT), Negrucci, Palmberg, Marquinhos (Pet, 45min/2ºT), Talles (Caio, no intervalo) e João Adriano (Belém, 35min/2ºT)
Técnico: Menta