São Paulo F.C



Após título, Orlando Ribeiro vibra: "É o São Paulo mais forte"

Há dez meses no comando do Sub-20, treinador comemora terceiro título, mas coloca Copa SP como especial

9071.jpg

Por Rubens Chiri / saopaulofc.net

Orlando Ribeiro, técnico do São Paulo, já conquistou títulos de grande importância no cenário da base nacional para o Tricolor. Ainda pelo Sub-17, comemorou por duas vezes a conquista da Taça BH. No Sub-20 há quase um ano, havia subido ao pódio para comemorar, até então, a Copa do Brasil e a Supercopa, mas, na tarde da última sexta-feira, dia 25 de janeiro, esteve a frente do time que conquistou o “maior torneio de base do Brasil”, a Copa São Paulo de Futebol Júnior: “Sensação das melhores possíveis”.

O São Paulo chegou ao tetracampeonato da Copinha ao vencer o Vasco nos pênaltis. Depois de abrir 2 a 0 no placar, o Tricolor foi surpreendido pelo time carioca nos 15 minutos finais, sofrendo o empate. Com o 2 a 2, a decisão foi para os pênaltis, com vitória Tricolor por 3 a 1.

“A noção da conquista, normalmente, vem no outro dia. De imediato, posso dizer que a sensação é das melhores possíveis, a torcida apoiou do começo ao fim. Tivemos dificuldades no jogo e pênaltis, mas os meninos suportaram a pressão e foi um grande aprendizado e o São Paulo ganha com isso”, vibrou o técnico.

Campeão em 1993, 2000 e 2010, o São Paulo, que foi vice-campeão em 2018, chegou ao tetracampeonato, encerrando o “jejum” na competição. “Título inédito para mim, e há quase dez anos estávamos buscando, o que torna ainda mais importante para mim, para os meninos, para a base e para o profissional. É o São Paulo cada vez mais forte”, analisou.

Após o vice-campeonato em 2018, André Jardine foi promovido ao time principal como auxiliar técnico. Orlando Ribeiro, até então no Sub-17, assumiu o cargo de técnico do time júnior em março. De lá para cá, o comandante soma as taças da Copa do Brasil sobre o Corinthians, a Supercopa, diante do Palmeiras, e o recém chegado título da Copinha, sobre o Vasco, no qual aponta como “especial”.

“A Copa São Paulo é um clamor maior, é o maior torneio de base do Brasil, mesmo com outros torneios muito fortes, e estamos atentos para todas competições. Nos preparamos para a Copa há seis meses e essa final estava pronta, não tínhamos o que fazer. Vamos tentar novamente fazer uma grande temporada em 2019, com um grupo forte para chegar nas finais, que é o importante”, finalizou Orlando.