São Paulo F.C



"Decisão" de camisas pesadas, controle emocional e concentração na Copinha

Conhecendo o Guarani, técnico Orlando Ribeiro aponta mais uma partida complicada e busca evitar surpresas por vaga na final da competição

orlando

Por Célio Messias/Saopaulofc.net

A um passo da grande final. É neste cenário que São Paulo e Guarani se enfrentam na noite desta terça-feira, dia 22 de janeiro, na Arena da Fonte Luminosa, em Araraquara, pela 50ª Copa São Paulo de Futebol Júnior. Em partida única, válida pela semifinal do torneio, o Tricolor terá de superar o time de Campinas com a ausência de seu artilheiro, Gabriel Novaes, e manter o equilíbrio emocional para fazer uma grande atuação, na análise do treinador Orlando Ribeiro.

Enfrentar o Guarani não é novidade para o comandante, que em 2018 esteve frente a frente com o Bugre por quatro vezes no Campeonato Paulista. Na primeira fase, foram duas vitórias por 2 a 1, enquanto na terceira fase, da mesma competição, dois empates, que classificaram o Tricolor para a fase seguinte.

"Já enfrentamos o Guarani algumas vezes em 2018 e analisamos vídeos de outros jogos recentes deles. Conhecemos um pouco mais do adversário, mas no jogo há variantes, temos que ter sempre cuidado", disse Orlando Ribeiro, que aprovou os quatro dias sem jogos na Copinha, “Foi necessário. Os atletas estavam muito desgastados com a sequência de jogos pesados, de muita importância. Ajudou na parte física”, emendou.

Em fim de temporada, já que para o Sub-20 o ano termina com a Copa SP, Orlando Ribeiro acredita que o emocional e foco podem ser determinantes para a classificação, mais do que treinos intensos. "O emocional é importante neste momento. Todo jogo em uma competição como a Copinha é uma final. Eles sabem o peso das duas camisas que estarão em campo (São Paulo e Guarani), da tradição e pressão de jogar no São Paulo, em qualquer categoria. É fundamental colocar em prática o que os atletas já sabem e tentar sair com a vaga".

Orlando Ribeiro realizou o último treino em campo na manhã de segunda-feira, dia 22, em Araraquara. Algumas possibilidades foram testadas para a vaga do artilheiro do torneio, com nove gols, Gabriel Novaes, que foi expulso diante do Cruzeiro. O comandante preferiu deixar em aberto a escalação que iniciará a partida.

"Ele foi expulso bem no fim da partida, quase no último lance, não chegamos a atuar sem ele. Então, estou pensando ainda. Tenho três possibilidades, verei qual será a melhor para suprir a ausência dele, que é difícil, já que é o artilheiro, com qualidade. Tenho ainda mais um tempo para decidir como ir para a partida", finalizou.

Valendo uma vaga na final, São Paulo e Guarani se enfrentam na Arena da Fonte Luminosa, na noite desta terça-feira (22), às 19h15, com transmissão Sportv e ESPN, além de entrada gratuita aos torcedores. Na outra final, Vasco e Corinthians duelam pela segunda vaga.