São Paulo F.C



Especial #MadeInCotia: O ano do time Sub-15

Time juvenil chegou a quatro finais dos cinco torneios que jogou em 2018

8K1A5145.JPG

Por Afonso Pastore / saopaulofc.net

O time juvenil teve um baita 2018. O Tricolor chegou a quatro finais em cinco torneios disputados, e levou duas taças para o CFA Presidente Laudo Natel. Comandada pelo técnico Menta, a categoria venceu o Torneio Brasil-Japão e o Campeonato Paulista, além de ter decidido a Copa Nike e a Youth International Challenge Cup, na China.

O único campeonato em que o Tricolor não avançou à decisão foi a Copa Brasil, logo em janeiro – o time parou na primeira fase, com uma vitória e duas derrotas. A partir disso, os garotos do Sub-15 mostraram evolução, e formaram uma equipe muito difícil de ser batida.

Em março, veio o primeiro título, do tradicional Torneio Brasil-Japão com direito a goleada por 5 a 2 sobre o Corinthians na final. Campanha: 5V, 32GP, 3GC. “O início do ano foi muito bom, jogamos o Brasil-Japão e tivemos êxito. Apesar do nível técnico baixo de algumas equipes, nos deu parâmetro do comportamento dos atletas que teríamos para a temporada. Vencemos o Corinthians na final por 5 a 2, jogando para frente, buscando o gol”, lembrou o técnico Menta.

No mês seguinte, os garotos jogaram a Copa Nike, outro torneio tradicional no calendário infantil, e fizeram outra pela competição em que terminaram invictos, mas sem o título – o time foi derrotado nos pênaltis pelo Flamengo. Campanha: 3V, 4E, 13GP, 4GC.

“A Nike é uma competição muito difícil, tem todo seu folclore, a mais forte da categoria no ano, e tivemos uma estreia atípica. Ninguém tinha ganhado com seis gols como fizemos com o Vasco, então, depois disso, todos times começaram a jogar na retranca, jogar fechado, foi engraçado, os técnicos até pediam desculpas, por não propor o jogo. Para os atletas foi rico, disputa de nível nacional, com as melhores equipes e jogadores. Foi uma surpresa boa de suportar pressão e jogar com qualidade. Perdemos o título invictos, nos pênaltis para o Flamengo. Nos deu muita confiança. Foi pesado por jogar todo dia, desgastante, mas totalmente enriquecedora”, disse Menta.

Mas no Estadual não teve como parar o Tricolor, que vinha do vice-campeonato Paulista em 2017. Na decisão, fora de casa, os são-paulinos superaram o Palmeiras por 2 a 1 e garantiram o 15º paulista do clube, que se consolidou como maior campeão na categoria. Campanha: 26V, 5E, 1D, 117GP, 26GC.

“Fizemos média de 4 gols por jogo. Os atletas mostraram amadurecimento, como equipe e individualmente. A equipe terminou muito bem, ofensiva e defensivamente. Individualmente, um ganho técnico extraordinário, todos jogando muito bem. Foram 117 gols, mas sem um artilheiro concentrado, foi equilibrado, o que mostra que o time todo joga”.

“Foi um ano muito positivo para o Sub-15. Fico esperançoso em ver esses atletas evoluírem jogando. São muito dedicados, sempre querem entender o que exponho para eles. Foi um ano rico para os 2003”, findou.

Temporada 2018

Jogos: 47
Campanha: 35V, 9E, 3D – 81% de aproveitamento
Gols: 165GP, 37GC (128 de saldo)