São Paulo F.C



Orlando Ribeiro comemora "vitória merecida" do Sub-20 na estreia da Copa RS

São Paulo vence o Nacional por 3 a 0, gols de Gabriel Sara e Jonas Toró (2), e sai na frente na primeira rodada do Grupo B

WhatsApp Image 2018-12-01 at 20.56.43 (5).jpeg

Por Everton Silveira

O São Paulo estreiou com o pé direito na Copa Internacional Ipiranga 2018. Jogando diante do Nacional, do Uruguai, o último campeão da Libertadores Sub-20 da categoria, o Tricolor venceu a própria ansiedade da estreia e também no placar, 3 a 0, gols de Gabriel Sara e dois de Jonas Toró. O técnico Orlando Ribeiro comemorou os três pontos, que deixaram o time de Cotia na liderança do Grupo B e o comportamento do time, que estreou com nova formação em campo. 

Após vencer a Supercopa, e o técnico Marcos Vizolli conquistar o Campeonato Brasileiro de Aspirantes, alguns atletas voltaram a ficar à disposição do Sub-20, enquanto outros foram para o profissional, atuar com André Jardine. Além disso, Orlando Ribeiro optou por convocar apenas atletas nascidos a partir de 1999, mesmo podendo contar com os mais experientes, nascidos em 1998. Isso porque, 1999 é a data de nascimento limite dos atletas que disputarão a Copa São Paulo de Futebol Júnior 2019.

"Nós tínhamos a expectativa de ver como esse 'novo' time se comportava. Muitos dos meninos da Supercopa estão no profissional, fazendo transição, então o resultado em campo foi bom, superamos as dificuldades do início da partida e controlamos o jogo", vibrou o técnico, se referindo aos 20 primeiros minutos de pressão do adversário. 

Antes da partida, Orlando Ribeiro apresentou as informações que tinha do adversário em partidas de 2018, além de mostrar o único jogo que o Tricolor havia feito na base diante do Nacional, na Libertadores Sub-20 2018, em que o São Paulo foi elinimado na semifinal, perdendo por 3 a 0 no Uruguai. Mesmo sabendo das dificuldades que o adversário colocaria, o treinador estava se preocupando mais com o comportamento de seus atletas, de como lidariam com a ansiedade da estreia no torneio. 

"Esperávamos esse início mais nervoso pela estreia, e o tempo foi até menor que a minha expectativa. Conseguimos nos encontrar, com cabeça e nervos no lugar, fizemos o nosso jogo, com bom toque de bola e aproveitando as oportunidades. Na minha opinião, a vitória foi merecida", disse.

Para iniciar o duelo, Orlando Ribeiro promoveu a estreia de dois zagueiros nascidos em 2001 como titulares, Morato e Fasson. Recém-chegados do Sub-17, os atletas fizeram uma boa partida na avaliação do comandante, mas foram atrapalhados pela ansiedade e nervosismo da estreia. Nos minutos finais, o atacante Vitinho também teve sua primeira chance.

"A ansiedade da estreia ainda atrapalhou um pouco eles. Não é normal tomar cartões amarelos cedo no jogo como eles tomaram (ambos no primeiro tempo), mas sabemos do potencial e qualidade técnica deles. Temos que dar experiência, oportunidades, minutagem de jogo para evoluírem. Ainda temos o Hiago e o Felipe para a zaga, que também precisam jogar. Esse torneio é para isso, para dar rodagem para eles em jogos de alto nível", analisou.

O São Paulo está no Grupo B ao lado de Nacional-URU, Independiente-ARG, Cruzeiro e Flamengo. Os dois últimos se enfrentaram também neste sábado, com vitória dos cariocas por 1 a 0, aos 42 minutos do segundo tempo. Na segunda rodada, o Tricolor encara o Cruzeiro, na prõxima segunda-feira (3), às 18h30, no Campo Universitário da PUC/RS, com transmissão do SporTV.