São Paulo F.C



Orlando Ribeiro avalia participação na Copa RS: "Muito positiva"

Com renovações no elenco e vice-campeonato, técnico vê com bons olhos a preparação para a Copa São Paulo de Futebol Júnior e Libertadores Sub-20

FENX4302.jpg

Por Everton Silveira/saopaulofc.net

Pelo quarto ano consecutivo, o São Paulo chegou à final da Copa RS. Porém, diferente das outras três últimas edições, não se sagrou campeão, ficando com o vice, nas penalidades, após empatar em 1 a 1 com o Palmeiras no tempo regulamentar. Após o jogo, avaliando a partida e a competição, o técnico Orlando Ribeiro exaltou a boa preparação e evolução para o restante da temporada: "muito positivo".

Na manhã deste domingo, dia 16 de dezembro, sob forte calor em Porto Alegre, São Paulo e Palmeiras se enfrentaram mais uma vez no ano por um título de base. Após sair atrás no marcador, o Tricolor buscou o empate com o Jonas Toró e levou a decisão para os pênaltis. As duas equipes, como de costume nos últimso encontros, jogaram propondo o jogo, o que tem tornado os duelos bons jogos para os amantes do futebol de base. 

"De um modo geral, a equipe foi bem, mesmo com o Palmeiras sendo mais agudo em alguns lances no ataque no primeiro tempo. Nós tínhamos controle do jogo, nossos atletas estavam fazendo uma boa leitura da partida. Jogamos com mais intensidade e no segundo tempo dominamos, merecemos o gol e as chances ficaram iguais, indo para os pênaltis", disse Orlando Ribeiro, fazendo a leitura da partida.

Para chegar na decisão, o São Paulo foi líder do Grupo B na primeira fase, depois eliminando o Corinthians, nos pênaltis, nas quartas de final, e o Vasco na semifinal. O Tricolor viajou para Porto Alegre com um time "renovado" em relação a conquista da Supercopa, torneio em que venceu o Palmeiras, há 19 dias, e garantiu vaga na Libertadores de 2019. Além de ceder jogadores para o profissional, por pedido de André Jardine, ainda contou com a baixa de Caio, que se lesionou.

Pelo recente entrosamento e crescimento durante o torneio, Orlando Ribeiro avaliou a participação na Copa RS com pontos extremamente positivos para as próximas pretenções do São Paulo nesta temporada, que só termina em março, com a participação na Copa São Paulo de Futebol Júnior, e na Libertadores da América Sub-20. 

"Foi muito positivo. Tivemos sete atletas que não vieram. Alguns setores da equipe sabíamos que teríamos algumas dificuldades, que se concretizaram. Nós temos como corrigir, com alguns meninos que se recuperarão de contusão, outros que aguardo até do profissional talvez. Vamos reavaliar tudo e ver como se reforçar para a Copa São Paulo. A base para esse torneio já está formada, só precisamos ajustar detalhes", observou.

Com a participação de grandes times brasileiros e internacionais, como o Nacional/URU e Independiente/ARG, que foram adversários do Tricolor na primeira fase, a "pré-temporada" foi reforçada. "Excelente. É uma preparação final. Quando saímos do Brasileiro e do Paulista, já estávamos pensando em Taça São Paulo, mas tínhamos uma previsão de que não teríamos tantos desfalques para o profissional, o que no fim, é bom, porque é o grande objetivo, formar atletas para a equipe principal. Agora, vamos ver quem nos reforça", finalizou.

Com poucos dias de folga para as festividades de final de ano (natal e ano novo), o São Paulo já tem data para entrar em campo novamente. Dia 3 de janeiro, na estreia da Copa São Paulo de Futebol Júnior, contra o Holanda/AM, em Araraquara, que será a sede Tricolor na competição 2019.