São Paulo F.C



Em Choque-Rei, São Paulo busca o tetracampeonato da Copa RS

Atual tricampeão consecutivo do torneio, Tricolor entra em campo neste domingo (16), às 11h30, contra o Palmeiras, em Porto Alegre

FENX8623.jpg

Por Everton Silveira/saopaulofc.net

O São Paulo entra em campo neste domingo, dia 16 de dezembro, às 11h30, no Complexo da PUC/RS, em busca de mais um título, para fechar o ano com chave de ouro. Diante do Palmeiras, o Tricolor busca o tetracampeonato consecutivo da Copa RS. O duelo marca a reedição da final de 2017 do torneio e também o reencontro das equipes 19 dias depois da final da Supercopa, em que ambas o Tricolor se sagrou campeão.

Em um grupo formado pelo campeão da Libertadores Sub-20, Nacional, pelo campeão da Copa SP, o Flamengo, além das forças brasileira e argentina de Cruzeiro e Independiente, respectivamente, o Tricolor, que formou o grupo pouco antes da viagem, após ter jogadores levados para o time principal, foi se entrosando durante o torneio e ganhando forma.

Na primeira fase, passou na liderança do Grupo B, com sete pontos feitos, com duas vitórias, um empate e uma derrota. Nas quartas de final, eliminou o Corinthians nos pênaltis, após empate em 1 a 1 no tempo regulamentar. Na semifinal, superou o Vasco, 2 a 1. O Palmeiras está invicto até o momento, com cinco vitórias e um empate, sendo o último na semifinal, em que superou o Internacional nos pênaltis.

“Tem tudo para ser uma grande final, para ‘fechar o ano’ antes de começar a pensar na Taça São Paulo e Libertadores, que fecham a temporada do Sub-20. Já assistimos a equipe do Palmeiras diversas vezes, na semifinal contra o Internacional foram muito bem, assim como o Colorado, que arrancou o empate e foi eliminado nos pênaltis, e merecem os parabéns. Temos que tomar muito cuidado, trabalhar bem no ataque, atenção total na defesa, não terá jeito, temos que eliminar todos erros”, analisou o técnico Orlando Ribeiro.

Em 2018, São Paulo e Palmeiras se enfrentaram quatro vezes. Pela semifinal da Copa do Brasil, o Tricolor venceu a primeira por 1 a 0 e empatou a segunda em 1 a 1, avançando às finais e garantindo o título sobre o Corinthians. Para decidir quem seria o representante brasileiro na Libertadores 2019, o Tricolor reencontrou o Palmeiras, campeão Brasileiro Sub-20, na Supercopa, no dia 27 de novembro. Após vencer por 4 a 3 no Morumbi, o time de Cotia foi derrotado por 2 a 1 no Allianz Parque. O resultado levou a decisão para os pênaltis, com a melhor para o São Paulo, que garantiu o caneco e também a vaga para o torneio sul-americano, no qual é o único time brasileiro a ter o título na categoria (2016).

Por se enfrentarem algumas vezes no ano e também frequentemente assistirem e fazerem análises dos adversários, os técnicos Orlando Ribeiro, do São Paulo, e Wesley Carvalho, do Palmeiras, se conhecem bem taticamente, o que faz o comandante Tricolor apostar em poucas surpresas durante os 90 minutos finais, acreditando que o vencedor será aquele que errar menos e fizer o trabalho com excelência.

“Acredito em poucas surpresas. Sempre digo aos atletas que quando você se propõe a fazer bem aquilo que faz, treina, a outra equipe pode saber, mas não há como anular. Os treinos servem para potencializar o que se tem de melhor. Nossa equipe tem muita coisa boa, não é à toa que esteve em outras finais nessa temporada. Vamos fazer o melhor possível dentro do que já fazemos bem”, disse

A Copa RS, que já foi considerado o Campeonato Brasileiro da categoria, foi idealizada e criada em 2006. Dos 11 títulos disputados, o São Paulo ficou com os três últimos: 2015, 2016 e 2017, sobre Atlético-MG, Botafogo e Palmeiras, respectivamente. Desde 2016 o torneio passou a ser Internacional, com participação de estrangeiros, fortalecendo ainda mais a competição.

Em 2017, a final entre São Paulo e Palmeiras foi com emoção até o último segundo. O Tricolor esteve atrás no placar por três vezes, mas buscou empate e a vitória, mesmo com um jogador a menos em boa parte do segundo tempo, uma vez que Walce havia recebido o segundo cartão amarelo. Até os 43 minutos do segundo tempo, o Tricolor perdia por 3 a 2, quando buscou o empate. Quando tudo indicava que a decisão seria nos pênaltis, aos 49 minutos, no último lance do jogo, 4 a 3 e o título para Cotia.  

Estar na quarta final consecutiva não gera um peso maior ou cobrança ao Tricolor, segundo Orlando Ribeiro. “Nunca é peso para o São Paulo. Entramos em todas competições como favoritos. Nesta, considerei o Palmeiras favorito, por estarem com um time pronto, tendo sequência de outros campeonatos, mas quando chega na final, um clássico paulista, acaba qualquer favoritismo. Um clássico, uma final, em outro estado. Espero sair campeão”, finalizou.

Palmeiras e São Paulo se enfrentam às 11h30, deste domingo, dia 16 de dezembro, no Complexo da PUC/RS. A partida tem portões abertos aos torcedores e também transmissão ao vivo pelo canal Sportv.

CAMPANHA 2018

1ª rodada: Primeira partida: São Paulo 3x0 Nacional/URU – Gols de Gabriel Sara e Toró (2)

2ª rodada: Segunda partida: Cruzeiro 3x2 São Paulo – Gols de Gabriel Novaes e Fabinho

3ª rodada: Terceira partida: São Paulo 3 x 1 Flamengo – Gols de Fabinho, Morato e Rodrigo Nestor

5ª rodada: Quarta partida: Independiente/ARG 1 x 1 São Paulo – Gol de Gabriel Novaes

Quartas de final: Quinta partida: São Paulo (3) 1 x 1 (2) Corinthians – Gol de Fabinho

Semifinal: Sexta partida: Vasco 1 x 2 São Paulo – Gabriel Sara e Diego

Final: Sétima partida: Palmeiras x São Paulo, domingo, 11h30