São Paulo F.C



Sub-17 empata, mas se despede da Copa do Brasil

Em Volta Redonda, Tricolor teve muitas chances, mas não conseguiu resultado que precisava para avançar às semifinais

Flamengo x São Paulo

Por Gilvan de Souza/Flamengo

O time Sub-17 lutou muito, teve várias chances de balançar as redes, mas não conseguiu o resultado que precisava para avançar às semifinais da Copa do Brasil em partida disputada com o Flamengo, na noite desta quinta-feira (08), em Volta Redonda: empate em 2 a 2, gols feito por David Elias e Maia.

O Tricolor se despede da competição com quatro vitórias, um empate e uma derrota em seis jogos: superou Atlético-GO nas duas partidas (2x1 fora e 1x0 em casa) e também venceu o Atlético-MG nos dois jogos (2x0 em Cotia e 5x1 em Minas). Contra o Flamengo, uma derrota no Morumbi (2x0), além do empate no RJ. 

O time se volta agora ao segundo jogo das semifinais do Campeonato Paulista. No domingo (11), a equipe recebe o Corinthians, em Cotia, às 11h – após empate sem gols no primeiro jogo, uma vitória leva o time à decisão do Estadual. 

O jogo
Na primeira oportunidade são-paulina, Welington tentou o cruzamento da esquerda aos quatro minutos, e por pouco a bola não entrou direto no gol. Aos sete minutos, o Flamengo abriu o placar após jogada pela esquerda. Mas não demorou para os são-paulinos darem o troco: aos dez minutos, David Elias mandou a bomba e a zaga desviou para dentro do gol. 

Com 24 minutos, o goleiro salvou o Flamengo da virada. Matheus, após defender cobrança de falta, lançou Maia, que deixou para o meio da área. Welington finalizou e o goleiro flamenguista desviou em escanteio. Vitinho, aos 26 minutos, foi derrubado na área, mas o árbitro não marcou. Em seguida, o Flamengo fez o segundo. Os são-paulinos tiveram pelo menos mais duas chances claras, mas não marcaram.

No intervalo, quatro mudanças no Tricolor: saíram Anílson, JP, David Elias e Kevin, entraram Sena, Talles, Taylor e Paulinho. Foi de Sena a primeira oportunidades, pela direita, em chute colocado que saiu à direita do gol. Com dez minutos, Paulinho partiu em velocidade e tirou do goleiro, mas a bola foi pela linha de fundo, muito perto da trave direita.

Maia, aos 13, quase marcou em chute de longe, o goleiro defendeu em dois tempos. Em seguida, pênalti para o Tricolor, convertido por Maia aos 15 minutos - o atacante assume a artilharia do torneio, com sete gols. Com o placar empatado, o São Paulo colocou fogo na partida, e teve diversas chances. Sem conseguir o terceiro gol, Rafael Paiva mudou novamente aos 36 minutos: vieram Pagé e Cachoeira nas vagas de Vitinho e Maia. 

No primeiro lance após a mudança, Sena cruzou e Paulinho cabeceou, o goleiro desviou em escanteio. A partir daí, pressão total do Tricolor, que tentou de todas as formas, mas não conseguiu fazer mais gols.

São Paulo: Matheus; Anílson (Sena, no intervalo), Rodolfo, Fasson e Welington; Falcão, JP (Talles, no intervalo), David Elias (Taylor, no intervalo), Kevin (Paulinho, no intervalo), Maia (Cachoeira, 36min/2ºT) e Vitinho (Pagé, 36min/2ºT)
Técnico: Rafael Paiva