São Paulo F.C



''Geração 97'' ganha formatura no CFA de Cotia

Com diplomas e camisas "Made In Cotia", 25 atletas foram homenageados ao término do ciclo de formação no Futebol de Base do São Paulo

Com carinho especial de André Jardine e idealizada pelo psicólogo Gabriel Puopolo, no mês de dezembro aconteceu a segunda formatura dos jogadores “Made In Cotia”. Em 2017, foi a geração nascida em 1997 que fechou seu ciclo no Centro de Formação de Atletas Laudo Natel. Desta vez, 25 atletas foram homenageados, entre eles, os que já deixaram o Tricolor e traçam seus rumos em times profissionais, sendo no São Paulo, Brasil ou pelo mundo.

Dos 25 atletas, 12 terminaram o ciclo atuando com o técnico André Jardine: Danilo Belão, Gabriel Moreira, Heron, Matheus Lu, Murilo, Paulo Henrique Genova, Léo Natel, Lucas Paes, Pedro Augusto, Rony, Tom e Vinícius Garcia. Outros quatro já estavam integrados ao time de Dorival Júnior, no profissional, Lucas Fernandes, Lucas Perri, Lucas Maticoli e Shaylon.

Por fim, não menos importantes, atletas formados pelo São Paulo, que atualmente jogam por outras equipes no Brasil e no mundo, mas não deixam de serem formados e frutos do CFA de Cotia: David Neres, Felype Hebert, Gabriel Coutinho, Guilherme Truyts, Júlio Roberto, Lyanco, Marlon, Matheus Damião, Matheus Henrique.

“A geração 97 têm muitos meninos de qualidade, que já estão jogando no profissional e fora do Brasil inclusive. A categoria foi a primeira que eu tive contato dentro de São Paulo, então obviamente, tenho carinho especial por eles”, contou André Jardine.

“Os dois dos três primeiros anos foram apoiados na geração 96 e eles fizeram isso com maestria, porque em muitos momentos, inclusive jogando juntos, protagonizaram grandes conquistas, com grandiosos títulos. Bons exemplos são Lucas Fernandes, Shaylon, David Neres, Perri e Lyanco, que ganharam Libertadores, Copa do Brasil, Estadual... Eles já estão em um nível muito grande, jogando em times profissionais”, lembrou o treinador.

“Todos os outros meninos, que não tiveram tanto destaque jogando, foram brilhantes na manutenção de ter uma energia de grupo, jogar energia para cima, porque treinavam com qualidade e elevavam o nível do time, sempre jogando com excelência quando acionados”, ressaltou.

No São Paulo há três temporadas, Jardine coleciona títulos frente ao time Sub-20, entre eles, uma Libertadores, duas Copas do Brasil, um Paulista e duas Copas RS, além da conquista da Copa Ouro. Dos 25 atletas homenageados, a maioria fez história em algum título junto ao treinador.  

“É um grupo realmente especial, com caráter acima da média. Meninos com coração gigante, uma pureza de espírito e que a gente vai torcer sempre para que tenham toda sorte e sucesso na vida, porque são pessoas que eu tenho muito carinho”, findou o técnico.

Gabriel Puopolo de Almeida, psicólogo do CFA, e idealizador da formatura, contou com todo apoio do Diretor José Roberto Canassa, seus assessores para que o evento fosse realizado aos atletas.

"O São Paulo sempre priorizou formar grandes seres humanos, não apenas bons jogadores. Tenho certeza que o trabalho foi feito com maestria nesta geração. É um grupo de caráter acima da média, que merece todo respeito, homenagem e sucesso por onde estejam nos próximos anos”, disse.

Foram entregues diplomas, certificando a formação dos atletas em Cotia e uma camisa, com o número e nome que mais vezes cada um jogou na base. Todas as camisas tinham também um “selo” – Made In Cotia. As famílias dos atletas mandaram em vídeo mensagens para cada jogador, fortalecendo e confirmando o orgulho em vê-los terminando bem seus ciclos. Os atletas que não atuam mais com a camisa do Tricolor também mandaram vídeos, agradecendo a lembrança e saudando os companheiros de profissão.