São Paulo F.C



Após Mundial Sub-17, quarteto volta a defender o Tricolor

São-paulinos que defenderam o Brasil na Copa do Mundo falam sobre a experiência e retorno ao clube

Quarteto Mundial Sub-17

Por Arquivo Pessoal

Clube que mais ofereceu atletas à Seleção Brasileira para a disputa do Mundial Sub-17, na Índia, o São Paulo volta a contar nesta semana com Brenner, Weverson, Rodrigo Nestor e Helinho. O quarteto defendeu o Brasil na Copa do Mundo juvenil durante o mês de outubro, torneio em que o time brasileiro terminou na terceira colocação.

Com a medalha de bronze na bagagem, os tricolores exaltam a experiência que tiveram na Índia dentro e fora de campo. Brenner, da equipe profissional, marcou três gols e foi titular em todas as sete partidas, o que faz o atacante voltar para o Brasil cheio de história para contar. 

“A cada dia nessa nossa formação como atletas vamos ganhando mais experiência, e essa competição foi muito importante para crescer como jogador. Em cada jogo encontramos dificuldades que nos fazem evoluir. Acho que, pessoalmente, volto para o clube com mais bagagem para ajudar o São Paulo. E não vejo a hora de voltar ao Tricolor”, afirmou o jogador. 

Outro #MadeInCotia que apareceu em quase todas as partidas foi o lateral-esquerdo Weverson – ele foi titular em seis dos sete jogos, e marcou uma vez. “Apesar de não termos conseguido conquistar nosso objetivo, que era o de ser campeão, estamos voltando com uma medalha, e ela vai ficar marcada na nossa história. Foi uma experiência maravilhosa defender a Seleção representando o meu clube, marcar aquele gol importante, e estou feliz em voltar ao São Paulo.” 

Os meio-campistas Rodrigo Nestor e Helinho não foram titulares, mas auxiliaram o técnico Carlos Amadeu em vários momentos do torneio. A dupla também falou sobre a experiência no torneio e sobre a expectativa de voltar a defender a equipe Sub-17 do Tricolor, que tem dois importantes torneios pela frente: a Copa do Brasil (quartas de final) e o Campeonato Paulista (semifinal).

“Foi muito gratificante participar de um Mundial, enfrentar os melhores jogadores do mundo, acho que para o meu desenvolvimento foi uma etapa muito importante. Estou ansioso para voltar a vestir a camisa do São Paulo após esse desafio e voltar a jogar nos torneios que temos, a Copa do Brasil e o Paulista”, completou Rodrigo Nestor.

“Entre tudo o que vivemos, por exemplo, nunca tínhamos jogado para um público com mais de 60 mil pessoas, então nos foi uma vivência incrível pra todos nós. Torcemos de longe pela nossa equipe e também pelo profissional, e espero que nosso retorno possa ajudar ainda mais a continuar o trabalho que os meninos fizeram até agora no Sub-17”, finalizou Helinho. 

Pelo Sub-17, o Tricolor tem uma semana de decisões. A equipe enfrenta a Chapecoense na quarta-feira (01), em Cotia, pela volta das quartas de final da Copa do Brasil – no primeiro jogo, vitória por 2 a 0. Já no sábado (04), em casa, os são-paulinos abrem a semifinal do Campeonato Paulista diante do Palmeiras. Os jogos têm entrada livre para a torcida.