São Paulo F.C



Garotada pronta para o primeiro chamado!

Testados por Patón, jogadores do CFA vivem a expectativa de estrear no profissional neste final de semana

DSC_0017.JPG

Por Érico Leonan / saopaulofc.net

Campeões nas categorias de base do Tricolor e integrantes de uma das gerações mais vencedoras na história do Centro de Formação de Atletas Laudo Natel, o zagueiro Lucas Kal, o lateral-direito Araruna, os volantes Banguelê e Artur e os atacantes Pedro Bortoluzo e Luiz Araújo foram observados de perto pelo técnico Edgardo Bauza e agora vivem a expectativa de estrear no profissional. Os jogadores, que fizeram parte dos ajustes da equipe para o duelo de abertura do Campeonato Brasileiro de 2016, diante do Botafogo, no Rio de Janeiro, estão prontos e motivados para não desperdiçar a oportunidade.

Nas atividades da última quinta-feira (12) e desta sexta (13), os seis foram testados por Patón nos trabalhos realizados no Centro de Treinamento da Barra Funda e poderão encarar os cariocas neste final de semana. Banguelê, aliás, treinou entre os titulares e poderá ser uma das novidades do time já que o experiente treinador preservou boa parte dos atletas que têm atuado com regularidade – de olho no confronto de volta das quartas de final da Libertadores da América, diante do Atlético-MG – e assim abriu espaços para os garotos.

Assim como Lucas Fernandes, que já integra o elenco, os seis conquistaram os títulos da Libertadores (2016), Copa do Brasil, Copa RS e Copa Ouro (2015), pelo Sub-20, e iniciaram o processo de transição para o profissional com moral. No entanto, com os pés no chão e cientes de que a oportunidade pode surgir neste domingo (15), os jovens jogadores encaram a possível estreia com seriedade. “Tive a oportunidade de treinar no time que deve estrear no Brasileiro, e por isso tenho mantido o foco e a seriedade”, afirma Banguelê, que acrescenta.

“Controlei a ansiedade nestes dias, sem deixar essa chance mudar o meu comportamento, e agora quero aproveitar da melhor maneira possível. A oportunidade chegou, e agora é a hora de agarrá-la. O Bauza passou um pouco do que ele quer e espera para o jogo, com bastante marcação e transição rápida para o ataque, então quero reforçar o setor defensivo do meio de campo. Fora isso, nada de novo ou que a gente já não tenha aprendido na base. Acredito que estamos prontos para ajudar”, emenda.

Assim como o marcador, Artur também está preparado. “Claro, a ansiedade é grande, porque a gente sempre trabalha na base com a meta de chegar ao profissional, mas a felicidade é maior ainda. Treinamos e jogamos na base com a meta de receber esta chance”, avalia o meio-campista, que descreve a suas características. “Sou um volante que gosta de marcar, mas também sair para o jogo. Acho que este apoio ao ataque é importante, e por isso chego ao ataque também. Espero ajudar da melhor forma possível, tanto na reposição quanto no ataque, e fazer o meu melhor caso tenha uma oportunidade”, finaliza.

Vale lembrar que a integração entre CFA e CT da Barra Funda tem sido constante nesta temporada. Dez dos 30 atletas inscritos na Libertadores da América são formados pelo clube (33,3%). Num total de 35 jogadores do elenco profissional, 14 são formados em casa (40%). Após os jogos, Bauza tem convocado os garotos para treinar com o grupo para conhecer melhor os garotos e avaliar possíveis reforços para a equipe principal.