São Paulo F.C



São Paulo é campeão da Copa Ouro Sub-17

Com gol nos minutos finais, juvenil vence o Rio Branco e levanta o troféu em Osasco

Após ótima campanha na primeira fase da Copa Ouro Sub-17 e passar pelo Guarujá na semifinal, nos pênaltis, o São Paulo, que atua com a categoria Sub-16, foi campeão diante do Rio Branco, no Estádio Prefeito José Liberatti, em Osasco, ao vencer por 1 a 0, nos minutos finais.

Menta fez algumas modificações na equipe durante toda competição. Sem poder contar com jogadores que servem a Seleção Sub-17 e outros que foram utilizados na Copa do Brasil, o Tricolor foi escalado com Eduardo, Gabriel, Cadu, Felipe e Rafael; Marco Antônio, Gilson, Vinicius, Calebe; Thiago Gonçalves e Rildo.

Os primeiros 15 minutos foram de jogo truncado, com poucas oportunidades para os dois lados. Aos 16 minutos, em jogada pela lateral, Rafael encontrou Vinicius dentro da área, mas a zaga desviou. Aos 26, Gabriel acertou um belo chute de fora da área, mas a bola passou por cima. Aos 34 minutos, o atacante do Rio Branco viu o goleiro Eduardo adiantado, jogando por cobertura, porém a sorte estava ao lado do Tricolor e a bola bateu no travessão.

Com o empate persistindo, as duas equipes saíram mais para o jogo na segunda etapa. Aos 6 minutos, Rildo fez boa jogada na área com Gilson, mas o bandeira assinalou impedimento. Aos 10 foi a vez de Calebe fazer o goleiro trabalhar, com forte chute da entrada da área.

Aos 12 minutos, a primeira substituição, saindo Gilson para a entrada de Thiaguinho. Depois Antony entrou na vaga de Thiago Gonçalves. Aos 20 minutos, a melhor chance do jogo saiu dos pés de Rildo, depois de assistência de Vinícius, passando muito próximo da trave direita e saindo pela linha de fundo. Luis Otávio ganhou oportunidade com a saída de Calebe, aos 32 minutos. Em seguida, Kaiki entrou na vaga de Rildo. Aos 38 minutos Kaiki foi derrubado na área e o pênalti foi marcado. Em cobrança no cantinho, Marco Antônio deu o título para o Tricolor!

O resultado consagrou o trabalho do Tricolor, que apostou no desenvolvimento de jogadores mais jovens que os demais atletas da competição. A campanha invicta, de seis vitórias e um empate, com 19 gols marcados e oito sofridos, também teve como destaque o jogador Calebe, eleito o melhor do torneio.