São Paulo F.C



Tricolor é bicampeão da Copa do Brasil Sub-20

Ao empatar com o Bahia em Salvador, São Paulo leva a taça e alcança conquista inédita

Cotia vai receber mais uma taça nesta temporada! Ao empatar em 2 a 2 com o Bahia na noite desta quinta-feira, em Salvador, o São Paulo conquistou o inédito bicampeonato da Copa do Brasil Sub-20. Caíque e Shaylon marcaram os gols da equipe, que somou 5 a 3 no placar agregado depois da vitória no jogo de ida (3x1) e levou o décimo título do ano para as categorias de base do Tricolor.

Além do título, o São Paulo fecha a competição com o artilheiro - com seis gols marcados, Shaylon terminou a disputa como o goleador do torneio. O clube também termina a Copa do Brasil invicto: foram sete vitórias e dois empates nos nove jogos feitos, 22 gols marcados e cinco sofridos.

Foi o terceiro título dos juniores neste ano. A categoria levou também a Libertadores da América e a Copa Ouro, e ainda terá a chance de somar outro troféu. No próximo domingo, os são-paulinos vão ao interior paulista enfrentar o Capivariano pela finalíssima do Campeonato Paulista. Na partida de ida, em Cotia, vitória por 4 a 0 – gols de Pedro (2), Caíque e Shaylon. A decisão do Estadual será às 10h e tem entrada livre para a torcida.

O jogo

Com a vitória no primeiro jogo, disputado no Morumbi, o Tricolor entrou em campo com vantagem de poder perder por um gol de diferença, mas é claro que o time foi pra cima do rival querendo nova vitória. Jardine só não pôde contar com Foguete, suspenso por cartão amarelo, mas fora esse desfalque, levou o que tinha de melhor para o campo em Salvador. Sem o lateral, Auro acabou deslocado para o setor. Já Militão, suspenso no jogo de ida, voltou a atuar pelo meio-campo.

Quem começou assustando foi o Bahia, que chegou a marcar, mas o assistente assinalou impedimento e o gol não valeu. Os donos da casa sofreram pressão dos são-paulinos, que partiram pra cima mesmo com o susto. Uma ótima chance veio com Auro – ele fez ótimo cruzamento para Caíque, mas o jogador não conseguiu finalizar na frente do goleiro.

Mais tenso, o jogo perdeu em oportunidades por alguns minutos, mas não foi por falta de afinco dos são-paulinos, que estavam totalmente ligados a qualquer chance. Aos 23, Caíque mostrou que tem tanto força quanto técnica para fazer o golaço que colocou a equipe paulista na frente. Ele brigou no jogo de corpo com o zagueiro, girou e acertou um sem pulo que encobriu o goleiro. Uma maravilha de gol que ampliou a vantagem pro Tricolor!

Aos 32, Araruna arriscou de longe e a bola passou perto, mas à direita de Dejair. Apesar de o fim do jogo não ter tido muitas grandes chances, o placar aumentou para o Tricolor em um novo golaço ainda na etapa inicial. Aos 47 minutos, Caíque ganhou a jogada na esquerda e deixou com Artur. O volante foi até a linha de fundo, cruzou pra trás, e Shaylon ficou com ela. Nosso camisa 10 olhou para o goleiro e deu uma cavadinha para marcar o sexto dele no torneio, do qual se tornou o artilheiro da competição.

Jardine teve de mudar a equipe no intervalo. Sentindo a coxa, Caíque deixou o jogo para a entrada de Paulo Henrique. Com aproximadamente dez minutos do segundo tempo, o Bahia diminuiu em uma jogada confusa do árbitro, que marcou pênalti para o rival, convertido por João Paulo. O comandante do São Paulo fez nova mudança após o gol, colocando Gabriel Rodrigues e Geovane em campo nos lugares de Pedro e Shaylon, e logo em seguida veio mais um de João Paulo para o Bahia, de falta.

Mesmo igualando o placar e tentando assustar mais o goleiro Lucas Perri, o esforço do rival não foi suficiente para mudar o destino do troféu de campeão da Copa do Brasil Sub-20, que vai para São Paulo com os tricolores pelo segundo ano seguido!

São Paulo: Lucas Perri; Auro, Tormena, Lucas Kal e Júnior; Militão, Artur, Araruna (Pedro Augusto, 37min/2ºT), Shaylon (Geovane, 25min/2ºT), Caíque (Paulo Henrique, no intervalo) e Pedro (Gabriel Rodrigues, 25min/2ºT)
Técnico: André Jardine