São Paulo F.C



São Paulo supera o Botafogo e é bicampeão da Copa RS

Depois do empate no tempo normal, Tricolor vence os cariocas nos pênaltis e leva o 12º título do ano para Cotia

A batalha entre o São Paulo, campeão da Copa do Brasil e do Paulista, contra o Botafogo, campeão do Brasileiro e do Carioca não poderia ser diferente: gols, defesas, tensão, e um jogão para definir quem sairia vitorioso da Copa RS Sub-20. Depois do empate em 2 a 2 no tempo normal, com gols de Léo Natel e Oliveira, o Tricolor viu o goleiro Denis brilhar, pegar o primeiro pênalti e os cinco batedores converterem para dar o título para o clube. 

O São Paulo se consagra como bicampeão do torneio, do qual também levantou o troféu em 2015, e de forma invicta: quatro vitórias e três empates. O time terminou a Copa RS com o melhor jogador (Léo Natel) e a defesa menos vazada (troféu entregue ao goleiro Denis). Com o campeonato, o Tricolor chegou ao quinto troféu da categoria Sub-20 no ano e o 12º da temporada para Cotia: ganhou Copa RS, Libertadores, Copa Ouro, Copa do Brasil e Campeonato Paulista Sub-20; Taça BH, Salvador Cup, Copa Ouro e Campeonato Paulista Sub-17; Copa Brasil Sub-15; Gothia Cup e Peace Cup Sub-13.

Vale lembrar que o clube optou por jogar a competição com atletas Sub-19, 18 e até com alguns Sub-17 por conta das disputas simultâneas da Copa do Brasil e do Campeonato Paulista Sub-20. A comissão técnica também foi formada por profissionais de outras categorias do CFA. Nesse torneio, o time foi dirigido por Rafael Paiva, comandante do Sub-15, que nesse ano já havia levantado a taça da Copa Brasil (a mais importante entre os infantis) e levado o Tricolor à semifinal do estadual.

O jogo

Sem poder contar com Tom, suspenso por cartão amarelo, o técnico Rafael Paiva teve que alterar a equipe e optou por Gabiga na lateral-esquerda. No mais, manteve a equipe que superou o Fluminense pelas semifinais. Léo Natel, logo no primeiro minuto, arriscou o chute cruzado da esquerda e deu trabalho para o goleiro, que conseguiu segurar. 

Aos 12 minutos, depois de cobrança de falta que desviou na barreira, Luan finalizou, mas pra fora! Depois de alguns minutos de domínio tricolor, o jogo ficou mais igual, e o Botafogo assustou com um cabeceio que Denis defendeu de forma espetacular. Com 30 minutos, Léo Natel foi derrubado na área e o árbitro não marcou a falta. Na sequência, deu pênalti para o Botafogo, convertido pelo rival.

Outra boa chance veio com Luan, que aos 41 minutos ficou com a sobra e mandou a bomba, mas o lance saiu alto demais. Em seguida, Rafael Paiva teve de fazer a primeira mudança: machucado, Gleysson deu lugar a Rodrigo na zaga. Logo no primeiro lance o beque quase marcou, de cabeça em cobrança de escanteio, mas o lance ficou no travessão!

Durante o intervalo, Rafael Paiva fez a primeira mudança na equipe: saiu Marquinhos, entrou Paulinho. Na primeira chance, Léo Natel recebeu na esquerda, partiu pra cima dos zagueiros e chutou, mas à esquerda do gol. E o atacante não desistiu, conseguindo igualar o placar aos nove. Léo Natel pegou na esquerda e chutou cruzado, a bola ainda bateu na trave e entrou, empatando o jogo.

O gol deu ainda mais gás ao Tricolor, que conseguiu dominar a partida, mas o Botafogo conseguiu em um lance pular na frente do placar, aos 25 minutos. Logo em seguida, mais duas alterações no São Paulo: entraram Oliveira e Bissoli nos lugares de Gabiga e Gabriel Novaes. Dois minutos depois, Luan levantou para a área, a zaga tirou, e Oliveira pegou de primeira para empatar de novo.

Os minutos finais de jogo foram de tensão, e aos 42 minutos entrou Clairton no lugar de Frizzo, houve chances para os dois lados, mas o placar não mudou e a decisão foi para os pênaltis. Nas cobranças, Denis pegou a primeira e os são-paulinos não erraram: Clairton, Bissoli, Paulinho, Oliveira Léo Natel balançaram as redes para dar o título ao Tricolor.

São Paulo: Denis; Belão, Neves, Gleysson (Rodrigo, 43min/1ºT) e Gabiga (Oliveira, 28min/2ºT); Luizão, Luan, Frizzo (Clairton, 42min/2ºT), Marquinhos (Paulinho, no intervalo), Léo Natel e Gabriel Novaes (Bissoli, 28min/2ºT)
Técnico: Rafael Paiva