São Paulo F.C



São Paulo abre boa vantagem para a grande final do Paulistão Sub-20

Tricolor faz 4 a 0 no Capivariano, em Cotia, e dá grande passo para o título do Estadual em 2016, que será decidido no interior paulista, no próximo domingo

O São Paulo iniciou sua caminhada pelo título do Campeonato Paulista Sub-20 na manhã deste domindo, dia 27 de novembro, pela manhã, no Centro de Formação de Atletas Laudo Natel, em Cotia. Em jogo bem disputado com o Capivariano, melhor time da primeira fase, o Tricolor goleou por 4 a 0, com gols de Caíque, Pedro (2) e Shaylon. Agora, pode perder por até três gols de diferença que será campeão Paulista em 2016.

André Jardine repetiu a formação vitoriosa que teve diante do Bahia, pelo primeiro jogo da decisão da Copa do Brasil Sub-20, em que o São Paulo venceu por 3 a 1. O time foi formado com Perri, Foguete, Tormena, Kal, Júnior, Artur, Araruna, Shaylon, Auro, Pedro e Caíque.

Novamente sob os olhares atentos do técnico do profissional, Rogério Ceni, que tem acompanhado os últimos jogos do 20 na temporada e também esteve no CFA na manhã do último sábado assistindo ao título Paulista do Sub-17, o primeiro lance evidente de gol aconteceu aos 3 minutos de jogo. Em boa tabela de Auro e Caíque, o último finalizou, fazendo o goleiro Hudson trabalhar com dificuldade.

Apesar de não conseguir finalizar com tanta efetividade, o Tricolor também não passava nenhuma situação de risco na defesa. Perri não havia trabalhado até a parada técnica para reidratação, aos 25 minutos. Júnior, aos 30 minutos, arriscou um forte chute pela diagonal esquerda, quase abrindo o marcador. Em contra-ataque, Perri viu a bola passar perto do travessão pela primeira vez. 

Aos 35 minutos, finalmente a bola entrou. Com assistência de Foguete, Caíque colocou para dentro, 1 a 0. O jogo ganhou ainda mais velocidade, apesar do forte calor em Cotia. Após vacilada da zaga, Perri se antecipou e isolou a bola. Perri apareceu bem novamente, defendendendo a queima-roupa. Júnior cruzou para Caíque, mas o zagueiro se antecipou para colocar para escanteio. 

Shaylon roubou a bola, tabelou com Pedro, que devolveu para o camisa 10 finalizar, mas foi para fora. A sorte também estava ao lado do Tricolor, que em boa jogada do Capivariano viu a bola "morrer" na trave. Em cobrança de longe, Shaylon fez o goleiro Hudson tirou a bola com a ponta dos dedos.

No segundo tempo, em falta normal, o árbitro deu cartão amarelo para Artur, que está fora da decisão, em Capivari, pela terceira advertência na competição. Em belo cruzamento de Foguete, Caíque fizalizou de cabeça, e a bola bateu na trave, no rebote, Shaylon tentou e o goleiro operou um milagre. No lance seguinte, Foguete, de novo, cruzou, com precisão, na cabeça de Pedro, que fez 2 a 0, aos 12 minutos.

Aos 16 minutos, Auro fez excelente jogada pela direita, Pedro finalizou e no rebote do goleiro, Shaylon fez o terceiro, o seu décimo gol na competição. Para poupar os jogadores pendurados e também velocistas para o próximo jogo, Jardine colocou Éder Militão e Paulo Henrique no lugar de Shaylon e Caíque, Militão fez um terceiro homem de zaga. Frizzo ainda entrou no lugar de Auro nos instantes finais.

Mesmo com o placar favorável, o São Paulo continuava no ataque, buscando aumentar a vantagem e deixar o jogo mais tranquilo na volta. Aos 43 minutos, pênalti para o Tricolor, por mão na bola. Pedro cobrou com tranquilidade, fazendo 4 a 0.

A partida de volta, decisiva, acontece no próximo domingo, dia 4 de dezembro, às 10h, em Capivari. A entrada será gratuita para os torcedores. O Tricolor pode perder por até três gols de diferença que será campeão. Se o Capivariano fizer quatro gols, a vantagem é do time do interior, por melhor campanha.

Na próxima quinta-feira, dia 1 de dezembro, o Tricolor Paulista estará em Salvador, onde jogará a decisão da Copa do Brasil diante do Bahia, em Pituaçu. Na primeira partida, o São Paulo venceu por 3 a 1, no Morumbi, garantindo a vantagem de poder perder por um gol de diferença. Em caso de derrota por 2 gols, a disputa será nos pênaltis. Não há peso diferente para gols marcados dentro e fora de casa.

Campanha no Paulista 2016

Líder do grupo na primeira fase, o São Paulo eliminou o Santo André nas oitavas de final da competição: vitórias por 2 a 1 (fora de casa) e 5 a 1 (em Cotia). Pelas quartas de final, aplicou 5 a 1 no Mirassol, no interior Paulista e 2 a 1 em Cotia. O Tricolor visitou o Santos, pelo jogo de ida das semifinais, na Vila Belmiro. Sob forte chuva, a partida não saiu do 0 a 0. No jogo de volta, no Morumbi, o Tricolor venceu por 2 a 1, com dois gols de Auro, e chegou às finais diante do Capivariano.

Apesar do Capivariano ter uma campanha melhor no geral, os são-paulinos garantiram a liderança do grupo 03 ao somarem 45 pontos em 20 jogos disputados, com 69 gols marcados e só 12 sofridos, com saldo de 57 gols. Agora já são 89 gols feitos, com apenas 17 sofridos, totalizando 72 gols de saldo. O grupo são-paulino tinha  os fortes adversários Corinthians, Redbull e Atibaia, o que valorizaram ainda mais a primeira colocação da equipe de André Jardine.