São Paulo F.C



São Paulo é campeão pela vigésima vez do Campeonato Paulista Sub-17

Com placar agregado de 6 a 3 sobre o Red Bull, Tricolor levanta taça em Cotia e mantém status de maior campeão estadual da categoria

Após vencer por 4 a 1, com gols de Marquinhos (3) e Gabriel, em Jarinu, o São Paulo reencontrou o Red Bull, em Cotia, na manhã deste sábado (26), para sagrar-se campeão Paulista pela vigésima vez. Com empate em 2 a 2, gols de Luan e Gabriel, o Tricolor levantou a taça diante de seus torcedores, com o placar agregado de 6 a 3 nas finais.

Mesmo podendo até perder por três gols de diferença, por vantagem obtida pela melher campanha nas fases anteriores da competição Estadual, o técnico Orlando Ribeiro manteve a formação e escalação da última vitória, com apenas uma substituição, saindo Walce, por indisposição, e entrando Tuta na lateral. Com isso, a equipe foi escalada com Thiago, Tuta, Diego, Miguel, Weverson, Luan, Rodrigo Nestor, Igor, Gabriel Sara, Marquinhos e Gabriel.

Sob os atentos olhares de Rogério Ceni, técnico do profissional, o São Paulo começou segurando a pressão do time visitante, que precisava da vitória de toda forma. Apesar do maior volume do jogo no ataque, o Red Bull não chegou com nenhum perigo evidente de gol. Porém, aos 19 minutos, quando o Tricolor parecia se acertar do meio para frente, levou o gol de Bocchio. Thiago ainda fez duas grandes defesas.

Após uma tentativa de Marquinhos e outra de Sara, o Tricolor finalmente chegou ao empate, aos 39 minutos do primeiro tempo. Gabriel cortou dentro da área, mas não finalizou. No bate-rebate, sobrou com a bola novamente, passando para Luan, que arrematou da entrada da área. O camisa 5, que passou por tratamento na fisioterapia durante toda semana, se emocionou ao marcar. 1 a 1.

Para o segundo tempo, os meninos de Cotia mostraram que a vitória que interessava logo no primeiro lance. Rodrigo Nestor, do meio de campo, quase, novamente (já havia feito um contra o Diadema), fez um golaço de cobertura. Marquinhos saiu para a entrada de Fabinho.

Aos 14 minutos, em contra-ataque e falha na marcação, o Red Bull chegou ao segundo gol, 1 x 2. Em seguida, Marco Antônio substituiu Tuta. Luan saiu para a entrada de Cássio. Depois de um belo cruzamento de Marco Antônio, Gabriel perdeu um gol importante. No lance seguinte, após cobrança de escanteio curta feita por Igor, Sara pisou na bola e Igor cruzou para Miguel empatar, 2 a 2, aos 30 minutos. Sara saiu para a entrada de Hélinho, aos 38 minutos. Com o placar agregada do 6 a 3, o São Paulo levou o título Estadual.

A campanha do Tricolor na competição merece destaque. Em 30 jogos, foram 22 vitórias, cinco empates e apenas três derrotas, com 112 gols marcados e 27 sofridos, dando saldo de 85 gols.

Levantando a taça Estadual pela vigésima vez, é a quarta vez que a categoria juvenil consegue vencer o Paulista de forma consecutiva. Antes, o Tricolor fez pelo menos o bicampeonato nos anos de 1969/70, 1990/91 e 1954/55, quando também viria conquistar o tri em 1956. Em 20015, a vitória conquista foi sobre o Santos.

Além do título, o Tricolor também tem a artilharia para comemorar. Ao marcar três gols em Jarinu, Marquinhos chegou aos 21 gols e empatou na artilharia do Paulista com Walisson, da Ponte Preta. Gabriel Novaes, com 14 gols, foi o vice-artilheiro do clube no Estadual.

Neste ano, levantar taças não é novidade para a equipe de Orlando Ribeiro, que foi campeão da Taça BH, o torneio mais importante da categoria no país. Na final, goleou o Palmeiras por 4 a 1. Venceu também a Salvador Cup, torneio Sub-16 disputado na Bahia, e a Copa Ouro.