São Paulo F.C



De virada, São Paulo goleia Mirassol pelas quartas do Paulistão Sub-20

Com três gols de Shaylon e dois de Caíque, Tricolor abre boa vantagem no jogo de ida das quartas de final do Estadual

Sem muito tempo para descansar, o Sub-20 entrou em campo na tarde deste sábado, dia 29 de outubro, para mais uma partida importante pelo Campeonato Paulista da categoria. Em jogo válido pela ida das quartas de final do torneio, o Tricolor encarou o Mirassol no interior paulista. Em duelo sob forte calor, o São Paulo começou perdendo, mas contou com tarde inspirada de Shaylon, Caíque e dedicação de toda equipe para virar e abrir boa vantagem, vencendo por 5 a 1, gols de Shaylon (3) e Caíque (2).

Com menos de três dias após a grandiosa vitória sobre o Criciúma, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil Sub-20, no Morumbi, por 4 a 0, e uma viagem longa para Mirassol de ônibus, os atletas já estavam preparados para mais uma batalha em campo. O técnico André Jardine, que conta com todo um trabalho de recuperação junto ao preparador físico, fisiologista, departamento médico, fisioterapia e comissão técnica, pôde colocar em campo a mesma formação do último jogo: Lucas Perri, Foguete, Tormena, Kal e Junior; Militão, Artur, Araruna, Shaylon, Gabriel Rodrigues e Caíque.

O jogo começou corrido, com o Mirassol indo para cima do São Paulo, adiantando a marcação, mas o primeiro bom chute saiu de Shaylon, de fora da área, passando perto da trave. Aos 10 minutos, Artur acertou belo passe de calcanhar para Araruna, que cruzou na medida para Gabriel Rodrigues cabecear, mas a bola saiu. O clima era tenso entre as equipes, com muitas divididas e faltas.

Após parada técnica, aos 30 minutos, o São Paulo teve um lance de desatenção, deixando o Mirassol armar o contra-ataque. Aos 32, Jardisson abriu o placar para o time da casa. Dois minutos depois, Caíque tentou cruzar, a bola voltou nos pés de Júnior, que cruzou encontrando Shaylon na pequena área. O camisa 10 cortou o goleiro e deixou tudo igual, 1 a 1. Aos 44 minutos, Araruna armou o contra-ataque e foi parado com falta. Caíque estava em condição clara de vantagem em direção ao gol, mas o árbitro parou a jogada, para desespero dos jogadores e comissão técnica. 

No segundo tempo, André Jardine voltou com Matheus Lu no lugar de Gabriel Rodrigues. Logo no primeiro lance, Lu bateu pela direita e fez o goleiro trabalhar. No lance seguinte, também pela direita, Foguete cruzou e Shaylon, de cabeça, fazer o segundo, virando para o Tricolor, 2 a 1. Aos 18 minutos, Júnior roubou a bola na entrada da área e foi trocando passes com Caíque, que achou espaço para bater e marcar o terceiro do São Paulo.

A segunda substituição foi a entrada de Frizzo no lugar de Araruna. Aos 25 minutos, em bom lançamento de Perri, Frizzo passou para Caíque na esquerda, que achou Shaylon no meio da área, para pegar de primeira e rasteiro. 4 a 1, sendo o terceiro gol do camisa 10. Na última substituição, aos 36 minutos, Pedro Augusto entrou no lugar de Militão. Aos 41 minutos, em jogada de Matheus Lu pela direita, Caíque recebeu o cruzamento e fez o quinto gol do São Paulo, decretando a vitória, de virada, por 5 a 1. 

O jogo de volta do Campeonato Paulista está marcado para o próximo domingo, dia 6 de novembro, às 10h, no CFA Laudo Natel, em Cotia, com entrada gratuita para os torcedores. O São Paulo pode perder por até quatro gols que ainda avançará para as semifinais. Caso perca por 5 a 1, a vantagem é Tricolor por melhor campanha nas fases anteriores.Antes disso, na quarta-feira, a delegação viaja para Florianópolis, onde pegará um ônibus para Criciúma, para enfrentar na quinta-feira o time da casa, pela Copa do Brasil, às 18h45. O time precisa fazer quatro gols e não levar nenhum para levar a partida para os pênaltis ou fazer cinco gols de diferença para reverter a vantagem do Tricolor.