São Paulo F.C



Nas quartas de final, São Paulo se despede da Copinha

Tricolor acabou derrotado pelo Flamengo por 2 a 0, na Arena Barueri, e deixou a Copa São Paulo de Futebol Júnior

Tricampeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior, o Tricolor se despediu nesta quarta-feira (20) da maior competição de base do país. Na Arena Barueri, apesar de reagir durante o jogo e tentar evitar a eliminação, o São Paulo perdeu para o Flamengo por 2 a 0 e deixou o campeonato nas quartas de final - os gols da partida foram marcados pelo centroavante Felipe Vizeu. Na semifinal, o clube do Rio de Janeiro medirá forças contra o América-MG, que passou pelo Bahia.

Para encarar os cariocas, o técnico André Jardine manteve a base titular - preservada na goleada sobre o Rondonópolis (4 x 0) na fase anterior - e escalou o time com Lucas Perri; Foguete, Tormena, Kal e Inácio; Banguelê, Matheus Queiroz, Artur e Lucas Fernandes; Joanderson e David Neres. Já os cariocas, do treinador Zé Ricardo, atuaram com Thiago; Thiago Ennes, Léo Duarte, Ronaldo, e Trindade; Kleber, Arthur Bonaldo, Cafu e Dener; Lucas Paquetá e Felipe Vizeu.

Quando a bola rolou, os flamenguistas adotaram uma postura mais ofensiva, apertaram a marcação no ataque e sufocaram o Tricolor, que não conseguia organizar as jogadas para chegar ao gol adversário. Superior, os cariocas levaram perigo aos sete minutos ao carimbarem a trave do arqueiro Lucas Perri. Após sofrer com a pressão rubro-negra, o São Paulo tentou tranquilizar o jogo e trocar passes, mas o rival começou muito bem e não deu espaços.

Apesar das dificuldades, o time são-paulino conseguiu reagir e trocar passes para acionar os atacantes. No entanto, quando os paulistas tentavam mudar o panorama do embate, o Flamengo balançou as redes e conseguiu tirar o zero do placar, em Barueri. Aos 42 minutos, o adversário aproveitou saída de jogo errada do Tricolor e marcou com o centroavante Felipe Vizeu, que recebeu a assistência de Trindade e definiu o marcador da primeira etapa: 1 a 0.

Na volta para o segundo tempo, após o intervalo, Jardine promoveu a entrada de Luiz Araújo na vaga de Matheus Queiroz e deu mais ofensividade ao time. Dessa forma, o São Paulo conseguiu ter mais opções na frente e assumiu o controle da partida. O jogo era brigado no meio de campo, mas o Tricolor pressionava e rondava a área flamenguista constantemente. Aos 17 minutos, David Neres mostrou talento. Atacante entrou na área, deixou o marcador no chão e chutou, mas a bola explodiu no defensor.

Para manter a postura aguerrida, o treinador são-paulino mexeu na equipe e colocou Pedro e Shaylon em campo, que herdaram os lugares de Artur e Joanderson. As alterações do comandante surtiram efeito, e o São Paulo seguiu acuando o rival. Aos 20, Banguelê recebeu na pequena área e, de frente para o gol, testou firme. O arqueiro Thiago, porém, fez grande defesa e impediu que os paulistas deixassem tudo igual.

O lance fez o Tricolor partir ainda mais para cima do adversário, mas os cariocas se fecharam na defesa e com uma postura mais recuada conseguiram proteger o gol. A alternativa, então, foi explorar as jogadas aéreas, mas o rubro-negro soube administrar a vantagem e conter as investidas do São Paulo, que batalhou até o apito final para tentar evitar a eliminação. Já nos instantes finais, os cariocas aproveitaram contragolpe e marcaram novamente com Felipe Vizeu para fechar o placar: 2 a 0.