São Paulo F.C



Nos pênaltis, Tricolor elimina o Taboão da Serra e avança na Copinha

Após empate no tempo normal, São Paulo passou pelo CATS nas penalidades máximas na segunda fase

O Tricolor está vivo na briga pelo título do tetracampeonato da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Na noite deste domingo (10), na Arena Barueri, após empate por 2 a 2 no tempo regulamentar, o São Paulo eliminou o Taboão da Serra nas penalidades máximas em duelo válido pela segunda fase da maior competição de base do país. Agora, a equipe Sub-20 do CFA enfrentará o Figueirense com a missão de garantir a sua permanência na Copinha. Que venha a terceira fase!

No confronto com o CATS, que apostou em uma postura mais defensiva e conseguiu surpreender nos contragolpes, o São Paulo balançou as redes com Kal e David Neres, enquanto o rival marcou com Erik e Felipe. Assim como na primeira fase, a torcida compareceu mais uma vez em grande número - mais de 14 mil pagantes - e incentivou a garotada do primeiro ao último minuto de jogo.

Para encarar o CATS, o time são-paulino foi escalado com Lucas Perri; Foguete, Tormena, Rony e Inácio; Kal, Artur, Matheus Queiroz e Lucas Fernandes, Joanderson e Luiz Araújo. O volante Banguelê e o atacante David Neres, que se recuperam de lesões, ficaram como opções no banco de reservas. Já o adversário começou a partida com Hudson; Niltinho, Marcão, Erik e Gabriel; Giba, Isaque e Felipe; Everton, Leozinho e Caio.

Quando a bola rolou, o São Paulo colocou seus jogadores no campo de ataque e tentou sufocar o rival, que tinha uma postura mais defensiva e nitidamente esperava pelos contragolpes. A solução para abrir os espaços, então, foi apostar nas bolas paradas. Aos 11 minutos, Inácio bateu escanteio e Tormena, de cabeça, quase abriu o placar: a bola foi desviada pelo goleiro Hudson e passou por cima do travessão.

O Taboão estava tão recuado que o goleiro Lucas Perri bateu até um lateral no campo de defesa, e nenhum adversário apertou. Dessa forma, o Tricolor ficava quase o tempo todo com a bola, mas Taboão se fechava muito bem com duas linhas de quatro jogadores bem próximos. Aos 18, Foguete bateu falta, Hudson saiu mal do gol e Rony, com o ombro, mandou por cima da meta. Quatro minutos depois, Joanderson recebeu de Lucas Fernandes, invadiu a área e bateu forte, mas Hudson espalmou para escanteio.

E apesar de ficar mais tempo no campo de ataque, o time são-paulino acabou surpreendido aos 30 minutos. Erik subiu mais que a zaga em cobrança de escanteio e cabeceou para o fundo das redes: 1 a 0. Sem acusar o golpe, o Tricolor retomou o controle do duelo e logo empatou aos 37: Inácio bateu escanteio e Kal subiu livre para empatar o jogo: 1 a 1 e muita comemoração dos comandados de André Jardine.

Agitado, o primeiro tempo ainda reservou novas emoções. Aos 39, o São Paulo passou perto de virar o placar: Inácio interceptou a virada de jogo e lançou Araújo, que invadiu a área e chutou para a boa defesa de Hudson. Para tentar dar mais opções ofensivas, o treinador são-paulino apostou na entrada de David Neres na vaga do zagueiro Tormena, aos 40, mas foi o Taboão que balançou as redes novamente. Aos 42, Giba fez boa jogada pela direita e cruzou para Felipe, sozinho, completar para o gol: 2 a 1.

Na volta para a segunda etapa, com disposição para deixar tudo igual de novo logo nos instantes iniciais, os garotos revelados no Centro de Formação de Atletas Laudo Natel, em Cotia, arrancaram mais um grito de gol dos torcedores. No primeiro minuto de bola rolando após o intervalo, Inácio fez boa jogada pela esquerda, David Neres dominou no peito já ajeitando para o chute, e bateu no ângulo. Golaço! 2 a 2!

Mais agudo, o São Paulo manteve a pressão e seguiu acuando o adversário. Aos cinco, Inácio bateu falta direto e Hudson espalmou para escanteio. Para tentar criar novas situações de jogo, Jardine ainda apostou nas entradas de Iago Maidana e Gabriel, mas o CATS seguiu fechado e nem mesmo tocando a bola com paciência o Tricolor conseguiu marcar novamente: 2 a 2 e decisões nos pênaltis.

Nas penalidades máximas, com 100% de aproveitamento e muita tranquilidade em todas as cobranças, o São Paulo levou a melhor e venceu por 5 x 3. O Taboão desperdiçou uma das cobranças e acabou eliminado na segunda fase da Copinha. Agora, a equipe Sub-20 do CFA enfrentará o Figueirense com a missão de garantir a sua permanência no maior torneio de base do país. Que venha a terceira fase!