São Paulo F.C



A convite de Rogério Ceni, Daniel Alves visita o CT

Goleiro são-paulino retribuiu a recepção do lateral-direito em Barcelona

O São Paulo recebeu um convidado muito ilustre na manhã desta terça-feira, no CT da Barra Funda. A convite do goleiro Rogério Ceni, o lateral-direito Daniel Alves, do Barcelona e também da Seleção Brasileira, visitou o local e aproveitou para rever antigos companheiros, como Júlio Baptista, que se recupera no REFFIS, e Luis Fabiano.

Em fevereiro deste ano, Rogério Ceni foi a Barcelona e foi recebido pela lateral no clube catalão. O camisa 01 retribuiu a gentileza e ainda o presenteou com uma camisa 2 com seu nome nas costas. Lucas, que jogou com Daniel na Seleção, e Cícero também conversaram bastante com o craque brasileiro.

Durante o bate-papo, Daniel Alves falou muito sobre o time do Barcelona, tido por muitos como o melhor dos últimos tempos. O jogador comentou sobre a forma de treinamento e rasgou elogios aos companheiros Iniesta, Xavi e Messi, por exemplo.

Feliz com a excelente receptividade que teve no clube, Daniel reforça a torcida pelo São Paulo nas semifinais da Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, ele já avisou que estará com a camisa que recebeu de Rogério Ceni. Confira a entrevista que o jogador fez com o Site Oficial do Tricolor.

Como foi a visita?
É uma retribuição da atenção que dei para o Rogério lá em Barcelona. O São Paulo é um clube que tenho um carinho especial, que sou torcedor. É uma felicidade e alegria muito grande estar aqui e reencontrar amigos.

Mais feliz ainda por ganhar uma camisa do clube de coração?
Muito feliz, né (risos). Foi um presente do Rogério e do São Paulo para mim. Agradeço a todos pelo carinho e recepção que tiveram comigo. Sem dúvida estarei com esta camisa amanhã (quarta-feira) na hora do jogo contra o Coritiba.

Você reforça então a torcida pelo Tricolor?
Tenho um monte de amigos no clube e sou torcedor também. Respeito o São Paulo pela organização que tem e pela intenção de formar jogadores. É um dos maiores clubes do Brasil e espero que tenha toda sorte do mundo. Certamente estarei na torcida.

Você nunca escondeu o desejo de jogar no São Paulo. Mantém essa ideia?
É um sonho que tenho e não escondo. Sempre deixei claro que se voltasse ao Brasil eu gostaria de jogar no São Paulo e no Bahia. São dois times que tenho um carinho enorme. O São Paulo por eu ser torcedor e o Bahia por ter sido onde tudo começou.