São Paulo F.C



Com êxito e grandes lutas, São Paulo FC recebeu #WGP21 de Kickboxing

As mais importantes disputas da noite foram o título Panamericano e o cinturão dos pesos médios, até 78kg, da modalidade

A noite do último sábado, dia 26 de julho, ficará marcada para a história do São Paulo Futebol Clube. Além do futebol, o Morumbi provou que é capaz de receber grandes eventos, como o WGP 21, de kickboxing. Dentre as principais lutas, o título panamericano e o cinturão da categoria até 78kg estiveram em disputa no ringue.

Para começar a aquecer, no undercard, Hector Santiago venceu Leandro Rodrigues por decisão dos juízes, assim como Wallyson Maguila diante de Fernando Almeida. Winter Xavier, representando o São Paulo no ringue, perdeu por pontuação, em decisão dividida dos juízes, para Fábio Lopes.

Diante de centenas de torcedores que prestigiaram o evento no Ginásio 1 do complexo social do Morumbi, já pelo card principal, Barbara Nepomuceno venceu Camila Guimarães, na única luta feminina da noite.

Rafael Kratos aplicou um bom golpe no final do terceiro round e derrotou Clei Silva. Em seguida, foi a vez de Ricardinho Silva, representando o São Paulo no card principal, mostrar toda sua força e técnica. Porém, o aluno do professor e técnico Carlos Eduardo Rocha, também não conseguiu o nocaute, deixando a decisão para os juízes. Em decisão dividida, e contestada por muitos presentes, a vitória foi dada para Vinícius Bereta.

Valendo o título Panamericano, a disputa estava entre o brasileiro Ravy Brunow e o venezuelano Alexander Salcedo. Ravy é um dos principais nomes brasileiros no kickboxing e mostrou ao público presente toda sua técnica e vontade, nocauteando o adversário.

Para finalizar a noite, a principal luta, entre Thiago Michel e Inaftali Gomes, que já haviam lutado e vencido Diego Sebastião e Ruan Oliveira, respectivamente, valendo o cinturão da categoria peso médio. Por decisão unânime, após grande luta, que levantou a plateia, o invicto Thiago Michel levou o cinturão para casa.

O evento foi prestigiado pelo presidente do São Paulo FC, Carlos Miguel Aidar, que afirmou ser um apreciador de artes marciais. O mandatário, feliz com o sucesso do evento no Morumbi, espera que novas lutas aconteçam no Tricolor.