São Paulo F.C



Tricolor supera expulsão injusta e arranca empate na Argentina

Na estreia da Sul-Americana, no Estádio Gigante de Arroyito, São Paulo e Rosario Central ficaram no 0 a 0

Com expulsão injusta ainda no primeiro tempo, o Tricolor arrancou o empate sem gols com o Rosario Central na noite desta quinta-feira (12), no Gigante de Arroyito, na estreia da Sul-Americana de 2018. Rodrigo Caio recebeu o cartão vermelho em lance que não merecia nem o cartão amarelo, mas o São Paulo demonstrou espírito aguerrido – uma das marcas desta equipe de Aguirre – para levar a decisão para o Morumbi.

No dia 9 de maio, no Estádio Cícero Pompeu Toledo, as equipes ficarão frente a frente para decidir o classificado para a próxima fase. Na bagagem, o Tricolor levará mais uma grande demonstração de garra para brigar por títulos na temporada.

A passagem por Rosario fortaleceu o São Paulo, que na próxima segunda-feira (16) fará uma pausa no torneio continental para estrear no Campeonato Brasileiro, diante do Paraná, na capital paulista.

Para encarar os argentinos, o técnico Diego Aguirre utilizou a formação utilizada durante toda a semana nos ajustes táticos. Assim, o time são-paulino foi escalado com Sidão; Éder Militão, Arboleda e Rodrigo Caio; Régis, Jucilei, Petros, Liziero e Reinaldo; Nene e Tréllez. Já o adversário atuou com Ledesma; Gómez, Tobio, Cabezas e Parot; Lovera, González, López Pissano e Carrizo; Zampedri e Ruben.

Logo aos 15 minutos, porém, o São Paulo sofreu uma baixa: Reinaldo sentiu dores musculares após cruzamento e teve que ser substituído por Lucas Fernandes – desta forma, o jovem Liziero foi deslocado para a lateral esquerda. Bem postado defensivamente, o Tricolor ainda arriscou algumas escapadas para tentar surpreender: Nene, após bela troca de passes em contragolpe, parou no goleiro rival.

E justamente quando tentava deixar o campo de defesa para buscar as jogadas na frente, o São Paulo foi prejudicado pela arbitragem aos 35 minutos: Rodrigo Caio recebeu o cartão vermelho direto, em lance que o amarelo já seria exagerado, e deixou o jogo. Ainda assim, os brasileiros encerraram a primeira etapa com segurança defensiva para conter o ímpeto dos mandantes.

Na volta para o segundo tempo, mesmo com apenas dez jogadores em campo, o Tricolor conseguiu impedir os ataques dos donos da casa com muito empenho e espírito aguerrido – uma das marcas desta equipe de Aguirre. Com muita entrega em casa dividida e poder de superação, o São Paulo protegeu o gol de Sidão e ainda levou perigo na frente: Nene, em lindo chute de fora da área, carimbou o travessão!

A determinação dos atletas em arrancar o heroico empate em território argentino, diante de tantas adversidades, arrancou aplausos dos torcedores são-paulinos que marcaram presença no Estádio Doutor Lisandro de La Torre. No dia 9 de maio, no Morumbi, as equipes se enfrentarão novamente para definir o classificado para a segunda fase.

ROSARIO CENTRAL x SÃO PAULO
Copa Sul-Americana
Local: Gigante de Arroyito, em Rosário (Argentina)
Data: 12/04/2018 (quinta-feira)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Victor Carrillo (PER)
Assistentes: Michael Orué (PER) e Stephen Atoche (PER)

Cartões amarelos: SPFC: Régis (25min/1ºT); CARC: González (8min/2ºT), Ruben (19min/2ºT), Carrizo (36min/2ºT), Parot (43min/2ºT), Zampedri (48min/2ºT)
Cartões vermelho: SPFC: Rodrigo Caio (35min/1ºT); CARC: Carrizo (36min/2ºT)

São Paulo: Sidão; Militão, Rodrigo Caio e Arboleda; Régis (Bruno Alves, 21min/2ºT), Jucilei, Petros, Liziero e Reinaldo (Lucas Fernandes, 18min/1ºT); Nene; Tréllez (Valdívia, 31min/2ºT).
Técnico: Diego Aguirre

Rosario: Ledesma; Gómez, Tobio, Cabezas e Parot; Lovera (Pereyra, 28min/2ºT), González (Fernández, 38min/2ºT), López Pissano e Carrizo; Zampedri e Ruben (Herrera, 27min/2ºT).
Técnico: Leonardo Fernández