São Paulo F.C



"Não podemos deixar escapar essa competição"

Em busca do bicampeonato, Osvaldo quer bater o Criciúma e seguir na Copa Sul-Americana de 2014

DSC_0209.JPG

Por Site Oficial / saopaulofc.net

Poucos jogadores conhecem tão bem a Copa Sul-Americana como o atacante Osvaldo. Campeão do torneio continental pelo Tricolor, em 2012, inclusive marcando um dos gols na vitória sobre o Tigre-ARG (2 x 0) na decisão, o camisa 17 não quer ficar pelo caminho na edição deste ano. Ciente da importância do torneio, o jogador quer eliminar o Criciúma na noite da próxima quinta-feira (4), no Morumbi, e manter o clube na briga pelo bicampeonato.

"Ainda não sei se vou jogar, o professor ainda não falou nada. Independentemente de quem entrar tem que levar muito a sério. Não podemos deixar escapar essa competição, é claro que o objetivo da gente é alcançar o Cruzeiro, mas a Sul-Americana nos dá uma vaga importante na Libertadores e vamos com força máxima", afirmou.

Ainda durante a entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (2), no Centro de Treinamento da Barra Funda, Osvaldo avaliou o confronto com os catarinenses. "Eles têm a vantagem, mas a gente só precisa vencer por um gol de diferença. Não é uma coisa absurda, mas a gente sabe que essas equipes quando vem jogar no Morumbi se fecham na defesa, eles também querem fazer história nessa competição e precisamos estar ligados, espertos, para não tropeçar novamente", opinou.

Derrotado pelo Criciúma no duelo de ida da Copa Sul-Americana, por 2 a 1 no Estádio Heriberro Hulse, o Tricolor precisa de uma vitória simples (1 x 0) sobre o Tigre para seguir adiante na competição continental, que dará ao campeão uma vaga na Libertadores da América de 2015. Para bater o rival no duelo de volta, o time são-paulino aposta na força de sua torcida no Morumbi.

"A gente respeita o Criciúma, mas temos tudo para não deixar escapar a vaga, fazer nosso dever de casa e dar continuidade na competição. Temos que passar por cima de qualquer dificuldade, seja em pontos corridos ou mata-mata. O São Paulo tem que brigar sempre para vencer. A equipe está sendo bem cuidada, trabalhada", completou o camisa 17, que acrescentou.

"A gente já tem exemplo do Brasileiro, em que empatamos por 1 a 1 (contra o Criciúma, no Morumbi). Temos que procurar impor nosso ritmo de jogo. Eles estão passando dificuldade no Brasileiro, mas também querem fazer história nessa competição. A gente tem que estar esperto, ligado, para não tropeçar novamente", finalizou.