São Paulo F.C



Em Criciúma, São Paulo estreia com derrota na Copa Sul-Americana

Após sofrer o revés por 2 a 1, Tricolor precisará de uma vitória simples na volta para seguir no torneio

Em busca do bicampeonato da Copa Sul-Americana, o Tricolor estreou na edição deste ano na noite desta quinta-feira (28). No Estádio Heriberto Hülse, o São Paulo acabou derrotado pelo Criciúma por 2 a 1, no duelo de ida válido pela segunda fase, mas ainda segue vivo e tem condições de garantir a sua permanência na competição continental.

Com gols de Silvinho e Lucca, os catarinenses largaram na frente. No entanto, o tento marcado por Alexandre Pato manteve o time são-paulino com esperança de conseguir a vaga, já que uma vitória simples por 1 a 0, na volta, garante a classificação ao time paulista.

Após a partida contra o Tigre, o São Paulo permanece em Santa Catarina, pois enfrentará o Figueirense no domingo (31), pelo Campeonato Brasileiro. Vale lembrar que a partida de volta entre Tricolor e Criciúma está marcada para a próxima quinta-feira, dia 4 de setembro, às 20h (de Brasília), no estádio do Morumbi.

Preservados pela comissão técnica, Rafael Toloi, Paulo Henrique Ganso e Kaká não viajaram com a delegação para o sul. Além deles, o atacante Osvaldo, que levou uma pancada no joelho, foi vetado pelo departamento médico. Já Luis Fabiano e Antonio Carlos seguem em recuperação de lesões musculares e também não viajaram para Santa Catarina.

Dessa forma, escalando pela primeira vez o polivalente Michel Bastos como titular, o técnico Muricy Ramalho montou o time são-paulino com Rogério Ceni; Paulo Miranda, Lucão, Edson Silva e Alvaro Pereira; Hudson, Souza, Maicon e Michel Bastos; Ademilson e Alexandre Pato.

Apesar de agitada no primeiro tempo, a partida começa em ritmo lento no Heriberto Hülse. Aos 10 minutos, Maicon faz belo passe na esquerda para Alvaro Pereira, que foi ao fundo e cruzou rasteiro. Ninguém apareceu na área para concluir e a defesa do Criciúma conseguiu afastar o perigo.

Daí em diante, o confronto esquentou e as redes balançaram. Aos 15, Silvinho escapou em velocidade e tirou o zero do placar. Após sofrer o gol, os paulistas trataram de ditar o ritmo de jogo e buscar o empate. Com mais posse de bola, o São Paulo melhorou no embate e começou a trocar mais passes. Assim, o marcador ficou igual novamente.

Michel Bastos, aos 27 minutos, desceu pela esquerda e fez cruzamento na medida para Alexandre Pato que, na segunda trave, só empurrou para o gol vazio: 1 a 1. O tento são-paulino mostrou uma arma que foi utilizada mais vezes com eficiência: as descidas do camisa 7 pela esquerda. Se movimentando pelos dois lados e dando trabalho aos defensores do Tigre, o meio-campista concentrava as investidas da equipe.

Alternando as jogadas ofensivas com Alvaro Pereira, Michel Bastos era o responsável por explorar as melhores descidas do São Paulo. No entanto, quando era melhor no confronto, o Tricolor sofreu o segundo gol. Lucca, aos 43, marcou e fechou o placar do primeiro tempo: 2 a 1.

Na volta para a segunda etapa, incentivado por sua torcida, o time catarinense assumiu o controle do jogo e cadenciou o embate. Nos contragolpes, os anfitriões ainda conseguiam levar perigo e dar trabalho ao sistema defensivo são-paulino. Para tentar mudar o panorama da partida, Muricy promoveu as entradas de Boschilia e Ewandro, que conseguiram dar mais mobilidade.

Apesar de insistir e buscar o empate, o Tricolor só conseguiu assustar aos 27 minutos.  Alvaro Pereira desceu pela esquerda e cruzou na cabeça de Alexandre Pato, que testou à esquerda de Bruno. A bola raspou a trave e assustou o goleiro do Criciúma. Recuado, os donos da casa souberam neutralizar as investidas do São Paulo e, assim, conquistaram a vitória: 2 a 1.