São Paulo F.C



No clima da Libertadores 2020: LDU e equatorianos

Foi diante do clube de Quito, em 2004, que Luis Fabiano fez um dos gols mais emblemáticos pelo Tricolor

Kaka_006.JPG

Por Rubens Chiri / saopaulofc.net

Após abrir a minissérie de matérias com conteúdo histórico e estatístico sobre os adversários do clube no grupo D da Copa Libertadores de 2020, o site oficial do São Paulo avança para a segunda equipe que estará na mesma chave do Tricolor: a LDU, do Equador.

> TABELA NO GRUPO D DA LIBERTADORES

O Tricolor reencontrará o time de Quito após 16 anos: na fase de grupos da competição sul-americana de 2004, foram dois jogos, com uma vitória para cada lado (1 x 0 e 3 x 0). Foram os únicos confrontos entre os clubes na história.

O triunfo sobre os equatorianos por 1 a 0, no Morumbi, marcou um dos gols mais emblemáticos de Luis Fabiano pelo São Paulo. Na ocasião, após parar no sistema defensivo adversários algumas vezes, o Fabuloso encobriu o goleiro Jacinto Espinoza aos 28 minutos do segundo tempo para anotar o gol da vitória!

Na saída de campo, ovacionado pelos 52 mil torcedores que empurraram o time no Morumbi, o camisa 9 brincou: “LDU: Luis deixou um (risos)”.

O último confronto do Tricolor contra equatorianos foi na Sul-Americana de 2014, nas quartas de final: vitória por 4 a 2 no Estádio Cícero Pompeu de Toledo e revés por 3 a 2, fora. No placar agregado, o São Paulo levou a melhor e avançou para a semifinal.

As trajetórias vitoriosas na Libertadores de 1992 e Sul-Americana de 2012 contaram com partidas diante de equatorianos.

Em 1992, na semifinal, o time são-paulino despachou o Barcelona Sporting Club, de Guayaquil, após triunfo por 3 a 0 na ida e derrota por 2 a 0 na volta. Já em 2012, na inédita conquista da Sul-Americana, o Tricolor eliminou a LDU de Loja após dois empates: 1 a 1 e 0 a 0 nas oitavas de final.

Ao todo, a equipe brasileira duelou 12 vezes contra adversários do Equador, com quatro vitórias, quatro empates e quatro derrotas. Neste período, foram 17 gols marcados e 15 sofridos.