São Paulo F.C



No Morumbi, Tricolor abre série da semifinal com o Atlético Nacional-COL

Após quase 50 dias de espera, São Paulo retoma a disputa pelo tetracampeonato da Libertadores

aIMG_8408.jpg

Por Fernando Nunes / saopaulofc.net

São-paulino, a espera acabou! Após 49 dias, o Tricolor retomará na noite desta quarta-feira (6), às 21h45 (de Brasília), no Morumbi, a disputa pelo tetracampeonato da  Libertadores da América. Diante do Atlético Nacional-COL, uma das sensações do torneio, o time são-paulino e os seus torcedores poderão matar as saudades da competição sul-americana e colocar um fim nesta longa ansiedade - com a disputa da Copa América Centenário, nos Estados Unidos, a Libertadores foi paralisada e só agora será retomada. O último compromisso do clube pelo campeonato foi no duelo contra o Atlético-MG, no dia 18 de maio, pela volta das quartas de final.

“O Nacional foi um time muito equilibrado durante toda a Libertadores da América. Nós crescemos de produção. Agora vamos tratar de poder chegar na final. Para mim, vai vencer a equipe que tiver maior solidez defensiva. À sua maneira, cada time tem suas virtudes. A equipe que menos erros cometer num jogo tão parelho, tão intenso, levará vantagem. Isso será fundamental”, afirmou o técnico Edgardo Bauza, que acrescentou.

“Temos de atacar, mas atacar bem, não adianta atacar feito loucos. Vamos enfrentar uma equipe forte, que sabe valorizar a posse de bola. A torcida pode ficar tranquila que encontrará um time que vai entregar tudo. Oxalá possamos ganhar. Não podemos esquecer que essa partida contra o Nacional tem 180 minutos. Serão apenas os primeiros 90 minutos amanhã. É uma semifinal de Libertadores, não importa como jogue, importa que você ganhe”, opinou.

Assim como o comandante, o zagueiro Maicon também não espera vida fácil. “O que passou, passou. Quarta-feira é outra competição, tem de ser outra mentalidade e saber que um erro pode custar caro. Temos de entrar com outra mentalidade. Estamos a um passo da final da Libertadores. No nosso elenco, só o Lugano conquistou o título. Será importante vencer por qualquer resultado sem tomar gols. É claro que o Kelvin e o Ganso vão fazer muita falta, mas o professor Bauza está montando um time forte para a partida. Tem de ser melhor do que o que vinha jogando na Libertadores”, avaliou o defensor, que completou.

“No último jogo da Libertadores, sofremos bastante. O time tem de buscar seu objetivo e conquistar uma vantagem para ter mais tranquilidade para a partida de volta. Vai jogar de igual para igual, mesmo sem ser tão ofensivo. É claro que é difícil você perder o seu camisa 10, aquele que faz a bola chegar ao ataque, mas o Bauza vai encontrar uma alternativa para essa questão. Primeiro tem de manter a postura das partidas na Libertadores. O Ganso fará falta, mas quando o Michel machucou, conseguimos substituir. Tem que trabalhar forte para buscar o resultado”

Para encarar os colombianos, o Tricolor terá as voltas de Huson e Mena. O volante está recuperado de um estiramento no músculo posterior da coxa esquerda, enquanto o lateral-esquerdo foi liberado pelo Departamento Médico após se recuperar de um estiramento no músculo posterior da coxa direita. O chileno sofreu a lesão durante a disputa da Copa América Centenário e não atua pelo clube desde a classificação para a semifinal, no dia 18 de maio, no duelo com o Atlético-MG (2 x 1). De lá para cá, o camisa 21 desfalcou o time em 12 partidas.

Já Lucas Fernandes, Breno e Wellington (cirurgias de ligamento cruzado), Kelvin (estiramento no músculo da coxa esquerda), Centurión (suspenso), Paulo Henrique Ganso (estiramento na coxa direita) e Renan Ribeiro (lombalgia) não estão à disposição para o confronto que abrirá a série em busca de uma vaga na grande decisão do torneio continental. Vale lembrar que o peruano Cueva, contratado recentemente, não pode defender o São Paulo na edição deste ano por já ter atuado pelo Toluca-MEX.

SÃO PAULO x ATLÉTICO NACIONAL-COL

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)

Data: 06/07/2016 (quarta-feira)

Horário: 21h45 (de Brasília)

Árbitro: Mauro Vigliano (ARG)

Assistentes: Juan Belatti e Gustavo Rossi (ambos da ARG)