São Paulo F.C



Cuca projeta decisão no Morumbi: "Temos a força do nosso torcedor"

Treinador concedeu entrevista coletiva, destacou personalidade da molecada e falou sobre o Majestoso

A9876.jpg

Por Rubens Chiri / saopaulofc.net

Às vésperas do primeiro jogo da final do Campeonato Paulista de 2019, diante do Corinthians, no Morumbi, o técnico Cuca concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira (14) no CT da Barra Funda e projetou o confronto com o rival.

“Temos que dividir a final em duas partes. Acho que para esse primeiro jogo não tem favorito. Temos a força do nosso torcedor, o Corinthians tem experiência. Não podemos de forma alguma dizer que somos favoritos. Dependendo do que acontecer nesse jogo pode haver um favorito para a segunda partida”, disse o treinador, que completou.

“Penso no jogo de domingo, porque é o único jogo em casa que temos. Temos de usar força máxima. O Vagner Mancini ajuda muito, o mérito é praticamente todo dele. Não só o Mancini, mas a comissão técnica, envolvendo o Carlinhos Neves e outros profissionais. Todos estão unidos e comprometidos”, destacou.

Durante o atendimento à imprensa, o comandante também exaltou a personalidade dos garotos revelados no CFA.

“Eles encaram este momento com naturalidade, o clima é o mesmo dos outros dias. Não tem o que mudar. Nós que somos pessoas públicas temos de saber que vamos lidar com grande público. Esse é o momento do grande jogador, não importa idade”, apontou o Cuca, que acrescentou.

“Às vezes com 18, 19 anos o jogador se torna protagonista. Acredito que vão fazer um grande jogo. Temos um time jovem, e quanto menos pressão colocar nos meninos, é melhor. A gente não tem que colocar neles um peso a mais, uma obrigação”, afirmou o técnico, que exaltou a preparação para o Majestoso.

“A preparação tem sido muito natural, porque estamos tratando todos os dias de forma normal, como na semana passada. Nada diferente. É pé no chão e trabalhar forte. Não ganhamos nada, mas o torcedor está feliz com as coisas projetadas e uma resposta positiva tão cedo como está acontecendo”, concluiu.