São Paulo F.C



Dorival avalia o clássico e fala sobre momento da equipe

Treinador concedeu entrevista coletiva e analisou o duelo com o Santos deste domingo (18)

Assim que a bola parou de rolar no clássico contra o Santos (1 x 0) neste domingo (18), no Morumbi, o técnico Dorival Júnior concedeu entrevista coletiva e avaliou o confronto válido pela oitava rodada do Campeonato Paulista.

“O maior problema de uma equipe é não criar, mas temos criado e fizemos o mais difícil. Estamos muito próximos de um acerto nesse sentido, por isso continuo confiando no que está sendo desenvolvido. Fizemos um grande jogo, não temos que analisar unicamente o resultado, mesmo que quiséssemos demais. E buscamos”, analisou o comandante, que completou.

“É natural sair decepcionado pelo que se espera, se produz em 90 minutos e não alcance. A decepção é pelo que fizemos em campo, por merecer um resultado muito melhor. O Santos fez um grande ataque, foi cirúrgico e marcou na única possibilidade real de gol. Não demos outra oportunidade. Ao contrário, criamos inúmeras e não fomos felizes na nossa definição”, opinou.

Apesar do revés, o treinador destacou a mudança de postura da equipe neste início de temporada. "A equipe está mudada, tem outro comportamento e quer muito buscar um acerto. É bem diferente do que víamos no passado, uma equipe insegura. Não tenho dúvidas de que isso vai acontecer e não vai demorar. O resultado não espelha a partida. O futebol é o único esporte onde não vai vencer sempre a melhor equipe em campo”, afirmou.

Com o resultado, o Tricolor se manteve com 10 pontos no Grupo B. Na noite da próxima quarta-feira (21), às 21h45, em duelo atrasado da sétima rodada, o time são-paulino enfrentará o Ituano, no Estádio Novelli Júnior.

“Merecia perder do Corinthians? Merecia perder do Santos? Se eu tivesse ganhado os dois jogos jogando mal, eu estaria muito preocupado. Tenho que ver a equipe como um todo. A equipe jogou taticamente uma partida muito boa, não dando oportunidades a uma equipe leve, veloz, com troca de passes e que chega fácil ao gol adversário. Estamos muito próximos do ideal de jogar com consistência e segurança para alcançar os resultados”, finalizou.