São Paulo F.C



Tricolor empata o Majestoso e se despede do Paulista

Fora de casa, neste domingo (23), São Paulo ficou no 1 a 1 e encerrou a sua participação no estadual de 2017

Em duelo tenso e marcado por reclamações dos tricolores com a arbitragem, o São Paulo se despediu do Campeonato Paulista de 2017. Neste domingo (23), fora de casa, o time são-paulino ficou no empate com o Corinthians por 1 a 1 e foi eliminado na semifinal pelo placar agregado (3 x 1). Jô, em posição irregular, anotou o gol do rival, enquanto Lucas Pratto balançou as redes para os visitantes. Após a participação no estadual, o Tricolor terá pela frente o Campeonato Brasileiro e a sequência da Sul-Americana.

Para o Majestoso, o São Paulo teve os retornos do meio-campista Thiago Mendes e do atacante Chavez. Suspenso, o volante não atuou diante do Cruzeiro (2 x 1) na última quarta-feira (19) pela Copa do Brasil, enquanto o argentino estava novamente à disposição após se recuperar de um edema no músculo posterior esquerdo que o tirou das últimas três partidas.

Apesar das novidades, o time teve desfalques: Buffarini e Araruna (ambos com estiramento no músculo adutor da perna esquerda) e Wellington Nem (lesão no menisco do joelho esquerdo). Além deles, Sidão (lombalgia), Bruno (entorse no tornozelo esquerdo) e Lucas Fernandes (estiramento no posterior esquerdo) foram substituídos da lista inicial do Paulistão. Em fase final da recuperação, os três aprimoram a forma física.

Dessa forma, o técnico Rogério Ceni escalou a equipe com Renan Ribeiro; Wesley, Maicon, Rodrigo Caio e Junior Tavares; Jucilei, Thiago Mendes e Cícero; Cueva, Gilberto e Lucas Pratto. Já o adversário começou o clássico com Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô.

Quando a bola rolou, como esperado, o Tricolor partiu para o campo de ataque e logo criou a primeira boa oportunidade. Aos três minutos, Pratto recebeu na direita e bateu cruzado. Os são-paulinos pediram escanteio após desvio de Cássio, mas a arbitragem assinalou tiro de meta. Após o bom início de jogo, o São Paulo teve dificuldades para criar as jogadas e assim o embate ficou mais truncado no meio de campo.

O Corinthians apostava nos contra-ataques e também assustava, mas os visitantes tinham uma postura mais ofensiva. Aos 31 minutos, Cueva passou pela marcação e chutou rasteiro: Cássio espalmou.  E quando o Tricolor buscava o gol para diminuir a vantagem adversária, a arbitragem prejudicou o time já nos acréscimos da primeira etapa: primeiro ao não marcar uma falta no zagueiro Maicon, que na sequência foi assinalada para o rival. Na cobrança, Jô, impedido, fez 1 a 0.

Na volta para o segundo tempo, o Tricolor tratou de retomar o jogo ofensivo e buscou as jogadas na frente. Então, para dar mais opções no ataque, Rogério mexeu no time aos 11 minutos e promoveu as entradas de Chavez e Luiz Araújo, que ocuparam os lugares de Gilberto e Junior Tavares. Mais tarde, aos 24, Thomaz entrou na vaga de Cueva e deu fôlego novo ao São Paulo, que foi valente e acreditou até o fim.

Aos 38 minutos, Thiago Mendes deu ótimo lançamento para Lucas Pratto, que ganhou na corrida e tocou na saída de Cássio para empatar o Majestoso: 1 a 1 e ânimo extra para lutar pela classificação. No entanto, quando tentava a virada no placar, o time são-paulino sofreu uma baixa: Thiago Mendes foi expulso e o Tricolor ficou com apenas dez jogadores em campo. Em desvantagem numérica, o São Paulo não conseguiu balançar as redes novamente e se despediu do estadual na semifinal.