São Paulo F.C



Diniz elogia postura do time no segundo tempo e destaca Dani Alves

Treinador comentou o empate com o Santos (1 x 1) na Vila Belmiro pelo Campeonato Brasileiro

7636.jpg

Por Rubens Chiri / saopaulofc.net

Após sofrer um gol no começo do San-São deste sábado (16), o Tricolor reagiu no segundo tempo, arrancou o empate com o Santos por 1 a 1 na Vila Belmiro e recebeu elogios do técnico Fernando Diniz durante a entrevista coletiva.

“Não vi tantas chances no primeiro tempo. A gente não conseguia concluir, mas estava fazendo o jogo que a gente se propôs a fazer, marcando alto e ganhando quase todas as segundas bolas. Faltou concluir e ficou um jogo mais amarrado. E isso foi corrigido com a entrada do Liziero no segundo tempo, o recuo do Tchê Tchê e ser mais agressivo, atacar mais a última linha do Santos. Tivemos uma melhora expressiva”, disse o treinador, que emendou.

“A gente jogou na Vila Belmiro contra o Santos, contra um técnico excelente e temos que elogiar o time pela postura. A gente melhorou a transição da saída. Se não fizéssemos, não empataríamos e não teríamos chance de virar”, afirmou o comandante, que elogiou o autor do gol são-paulino no clássico: Dani Alves.

“Quando falamos dele, falamos de um jogador de nível muito alto. O Daniel tem uma liderança extremamente positiva, treina todos os dias, chega no horário, vai embora depois dos outros, faz a recuperação, cuida da alimentação. É um exemplo. O São Paulo fez uma grande contratação, ele emana coisas positivas. Ele veio para somar e ajudar o São Paulo, e tem ajudado muito. Ele ajuda na liderança em campo, na marcação, na orientação. Ele faz parte da solução”, destacou Diniz.

Agora, com o ponto somado na Baixada Santista, o Tricolor detém 53 na competição nacional e segue na quinta colocação, na briga pelo G4. No próximo domingo (24), às 19h, na Arena Castelão, o São Paulo enfrentará o Santos na sequência do torneio.

“O São Paulo tem que pontuar melhor. Vamos nos desdobrar para classificar o time de maneira direta para a Libertadores. O ponto positivo é ter mudado drasticamente a característica do jogo. É um time que tem mais posse, um time que chega na Vila Belmiro e Maracanã e não se acovarda. É um time corajoso, as pessoas se entregam. O perfil do grupo é bom, mas estamos nos conhecendo ainda” avaliou o técnico, que completou.

“Tenho vários jogadores jovens, de uma fábrica muito boa em Cotia. O meu olhar para o futuro é muito positivo. Temos que procurar ganhar para os pontos que perdemos em casa não façam falta. Hoje lamento também, poderíamos ter ganho o jogo. O resultado machuca. Mas contra o Athletico-PR fizemos um bom jogo também. Merecemos a vitória no domingo e hoje. Temos que seguir trabalhando e conquistas as vitórias, estamos precisando”, concluiu.