São Paulo F.C



Tricolor empata com o Bahia em Salvador

Equipes ficaram no 0 a 0 na noite desta quarta-feira (9) em duelo válido pelo Campeonato Brasileiro

Desfalcado e com algumas adversidades durante o jogo, na Arena Fonte Nova, o São Paulo empatou com o Bahia por 0 a 0 na noite desta quarta-feira (9) em duelo válido pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado em Salvador, o São Paulo se manteve na quinta colocação, agora com 40 pontos. No próximo final de semana, a equipe retornará ao Morumbi para o clássico contra o Corinthians que será disputado no domingo (13), às 18h.

Para encarar os baianos, o time não contou com Arboleda (suspenso), Everton, Rojas, Toró (lesionados), Raniel (amigdalite), Dani Alves (Seleção Brasileira) e Antony (Seleção Olímpica).

Assim, com a volta de Pato (recuperado de lesão), Fernando Diniz escalou a equipe com Volpi; Juanfran, Bruno Alves, Anderson Martins e Reinaldo; Luan, Liziero e Hernanes; Tchê Tchê, Pablo e Pato.

Logo no começo da partida, o Tricolor assustou: Hernanes recebeu de Pato e finalizou rasteiro, a defesa 8adversária desviou para escanteio e impediu o gol paulista. Apesar da boa chance no início, o primeiro tempo não teve muitas oportunidades para ambos os lados.

E já na reta final da primeira etapa, o São Paulo sofreu uma baixa: Pablo sentiu dores musculares e teve que ser substituído pelo jovem Igor Gomes. Depois, nos primeiros minutos do segundo tempo, Juanfran também sentiu um desconforto e saiu para a entrada de Igor Vinícius.

Apesar dos desfalques, o time são-paulino chegou ao ataque algumas vezes e batalhou até o fim para pontuar em Salvador. Vitor Bueno, que herdou o lugar de Liziero, entrou ligado no jogo criou chances na frente. No entanto, apesar do ímpeto das duas equipes, as redes não balançaram: 0 a 0.

 

BAHIA 0 x 0 SÃO PAULO
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 08/10/2019 (quarta-feira)
Horário: 21h

SPFC: Volpi; Juanfran (Igor Vinicius, 3/2), Bruno Alves, Anderson Martins e Reinaldo; Luan, Liziero (Vitor Bueno, 28/2), Tchê Tchê e Hernanes; Pato e Pablo (Igor Gomes, 39/1). Técnico: Fernando Diniz

ECB: Douglas Friedrich; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Moisés (Giovanni, 41/1); Gregore, Flávio e Ronaldo (Rogério, 15/2); Arthur, Fernandão e Elber (Arthur Caíke, intervalo). Técnico: Roger Machado

Cartões amarelos: Tchê Tchê (32/2); Lucas (35/2), Arthur (45/2)
Público: 31.726 pagantes, 32.021 presentes
Renda: R$ 619.845,00

Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Thiago Americano Labes (SC) e Johnny Barros de Oliveira (SC)
Quarto Árbitro: Emerson Ricardo de Almeida Andrade (BA)
Árbitro de Vídeo: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes de Árbitro de Vídeo: Christiano Gayo Nascimento (DF) e Daniel Henrique da Silva Andrade (DF)
Observador de VAR: Sergio Correa da Silva