São Paulo F.C



Reinaldo: "Temos 11 finais pela frente"

Lateral-esquerdo ressalta importância de fazer o dever de casa diante do Palmeiras para seguir na disputa do título nacional

8564.jpg

Por Rubens Chiri / saopaulofc.net

O São Paulo saiu do Rio de Janeiro com um ponto somado, após empatar em 2 a 2 com o Botafogo, mas, para Reinaldo, o Tricolor merecia a vitória, pelo que apresentou no segundo tempo. Sem tempo para lamentar, o jogador já está focado no próximo jogo, contra o Palmeiras, no Morumbi, no sábado, dia 6 de outubro, às 18h, e nos outros duelos, que definirão o campeão brasileiro.

Sem ainda poder com Everton, no Engenhão, o técnico Diego Aguirre optou por escalar Edimar na lateral-esquerda e colocar Reinaldo como ponta, como já tinha feito em outras ocasiões. O camisa 14 teve boa atuação e foi dele que saiu o gol de Gonzalo Carneiro, deixando a partida empatada em 2 a 2. Reinaldo cobrou falta pela esquerda, fazendo com que o goleiro Saulo saísse espalmar, no rebote, o uruguaio marcou o primeiro gol dele com a camisa do São Paulo.

"Minha escalação na frente não é nenhuma novidade. Estou sempre disposto a ajudar, onde for. Hoje consegui fazer meu trabalho bem feito, mas a vitória não veio. Precisamos de cabeça erguida e pé no chão para buscar a vitória em casa", disse ao final da partida.

Após buscar por duas vezes o empate, o São Paulo quase virou aos 48 minutos do segundo tempo, em dois bons chutes de Rojas e Diego Souza, mas o goleiro botafoguense operou dois milagres no Engenhão. "Pelo segundo tempo, a gente merecia sair com a vitória, mas agora é descansar e fazer o dever de casa", emendou.

Não podendo perder tempo para reagir, Reinaldo já fala em trabalho forte durante a semana e confiança para encarar o clássico diante do Palmeiras, que além de ter a rivalidade estadual, também poderá valer a retomada de liderança para o Tricolor, que atualmente está em terceiro, com 52 pontos, enquanto o rival está com 53, assim como o Internacional.

"Clássico é um jogo a parte, temos 11 finais a partir de agora, não só o Palmeiras. Temos que fazer nosso dever de casa e sempre somar ponto fora, para conseguirmos o nosso objetivo, que é o título", projetou. "Seja Palmeiras, Inter, quem vier, temos que estar sempre jogando para vencer. Temos que focar, concentrar, e a próxima é mais uma final para nós. Esse time é muito maduro e vai encarar de frente isso", finalizou.