São Paulo F.C



Volta para casa encarada como decisão: "Jogo fundamental"

Após dois duelos longe do Morumbi, Tricolor receberá o Atlético-MG no próximo final de semana

6287.jpg

Por Rubens Chiri / saopaulofc.net

Após dois duelos como visitante – Corinthians e Sport -, o Tricolor retornará para casa no próximo final de semana: receberá o Atlético-MG, no Morumbi, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro de 2017. Com 100% de aproveitamento em seus domínios, os são-paulinos encaram o confronto com os mineiros como uma verdadeira decisão.

“Queríamos a vitória contra o Sport, mas o empate foi bom porque somar pontos fora de casa é sempre importante. Tivemos determinação, soubemos sofrer no jogo e quase conseguimos a vitória no final. Agora é manter os 100% em casa. Sabemos das dificuldades que teremos ao enfrentar o Atlético-MG. Vamos treinar e na sexta e no sábado E veremos o que Rogério quer para o duelo de domingo”, avaliou o atacante Gilberto, que acrescentou.

“Nossa meta é subir na tabela. Será um jogo difícil contra o Atlético, e por isso encaramos como uma final. São duas boas equipes, acredito que será uma partida bem equilibrada, mas queremos a vitória”, opinou o camisa 17. Com o resultado na Ilha do Retiro – enquanto aguarda o encerramento da rodada -, o São Paulo assumiu a sexta colocação, agora com dez pontos, em sete jogos.

Assim como o centroavante, o técnico Rogério Ceni exaltou o duelo com os atleticanos. “Será um jogo fundamental. Nosso aproveitamento fora de casa é muito baixo, menos de 10%. Por isso, não podemos perder 100% em casa. O Atlético é um time competitivo, com Robinho, Fred, Victor. O Roger é um grande treinador, mas o torcedor tem que apoiar o time, temos que dar um jeito de ganhar os três pontos para depois tentamos vencer o Atlético-PR, em  Curitiba”, afirmou o comandante, que brincou na sequência.

“A Arena da Baixada é um lugar em que eu não costumava ganhar muito como goleiro (risos), brigar com Paulo Autuori e Eduardo Baptista na casa do Atlético-PR). Quem sabe isso não muda agora como treinador. É um campeonato imprevisível, não tem como cravar jogo fácil. Cada jogo apresenta uma história. O Atlético-PR venceu o Atlético-MG com um a menos no segundo tempo. Em cada jogo, não tem como você cravar um favoritismo. Muitos empates, a cada rodada é uma nova descoberta”, finalizou.