São Paulo F.C



Líder do returno, São Paulo mostra evolução nos números

Ao lado do Cruzeiro, Tricolor tem a melhor campanha na segunda metade do Campeonato Brasileiro

8407.jpg

Por Rubens Chiri/saopaulofc.net

Na briga para deixar as últimas colocações, o São Paulo bateu o Atlético-GO (1 x 0) na noite do último sábado (4) e acumulou a terceira vitória seguida no Campeonato Brasileiro. O crescimento do time, que busca a afirmação, também é demonstrado nos números: com 24 pontos em 13 jogos, o Tricolor é dono da melhor campanha do segundo turno, ao lado do Cruzeiro, com 61,5% de aproveitamento - sete vitórias, três empates e três derrotas.

“As coisas estão começando a clarear. É apenas o começo e não podemos nos empolgar. Mas, aos pouquinhos, estamos aproveitando”, avalia o capitão Hernanes. Com o triunfo sobre os goianos no Estádio Serra Dourada, a equipe são-paulina assumiu a nona colocação na competição nacional, agora com 43 pontos em 32 rodadas, e decretou a segunda trinca na temporada – o clube busca, agora, a primeira quadra em 2017.

“Temos que manter o foco de nos distanciarmos dos últimos lugares. Se atingir rápido, começamos a trilhar o caminho para objetivos maiores. Vamos manter o nosso foco e buscar o mais rápido possível. Na verdade, enquanto não atingirmos esse nosso objetivo, temos de ser fieis ao planejamento. Depois que conseguir, nos próximos jogos, bem estar, começamos a traçar novos caminhos. Independentemente do que aconteça, o que signifique isso, a meta está bem clara: são 47 pontos. E vamos tentar buscar o mais rápido possível”, analisa o Profeta.

Sob o comando do técnico Dorival Júnior, o Tricolor reagiu e melhorou o seu aproveitamento no Brasileiro. Em 20 jogos com o treinador, foram nove vitórias, cinco empates e seis derrotas, aproveitamento de 53,3%, o que daria ao time a quinta posição na tabela.  

“Acredito que o respeito ao São Paulo está voltando. No futebol, as coisas mudam muito rápido. A qualidade do time em si que coloca respeito e preocupação nos adversários. É como o time está se comportando e fazendo naquele momento. Independentemente da história de um time: é uma faca de dois gumes. É acostumado a jogar em times como São Paulo que os rivais vêm com motivação extra”, opina Hernanes, que acrescenta.

"Se não aprende isso e não consegue se motivar igual, damos uma vantagem ao adversário. A camisa do São Paulo faz o adversário se armar muito forte. Se o time não está bem e impõe respeito, eles tomam proveito. Estamos recuperando. O bom jogo e as vitórias fazem o adversário se motivar, mas também ter respeito. Isso é bom”, aponta o camisa 15, ciente de que o Tricolor pode evoluir ainda mais neste momento decisivo.

“Esse fim de campeonato pode ser diferente, mas a firmeza ela tem de ser mantida, porque assim: se a gente falar: "Mirem o sol, porque se errar estará nas estrelas". Se mantiver o objetivo e alcançar rápido, vamos começar um caminho para atingir outros. Sabemos que é possível buscar coisas maiores”, finaliza.