São Paulo F.C



Tricolor reage, mas é derrotado pelo Grêmio

Em Porto Alegre, São Paulo cresceu de produção e lutou para evitar o revés por 1 a 0 nesta quarta-feira (15)

O Tricolor até reagiu, criou boas oportunidades para empatar e até balançou as redes – a arbitragem, porém, invalidou o gol -, mas acabou derrotado por 1 a 0 para o Grêmio nesta quarta-feira (15). Em Porto Alegre, os donos casa marcaram no primeiro tempo e depois contaram com grandes defesas de Marcelo Grohe para segurar o ímpeto do São Paulo, que acumulava cinco jogos de invencibilidade antes da partida desta tarde.

Com o tropeço, os paulistas se mantiveram na 11ª colocação do Campeonato Brasileiro de 2017, com 45 pontos. Após encarar o vice-líder da competição nacional, o Tricolor receberá o Botafogo no Pacaembu: o confronto com os cariocas está marcado para o domingo (19), às 17h (de Brasília).

Para encarar os gaúchos, a equipe são-paulina não contou com Morato e Wellington Nem (cirurgias no joelho direito), Bruno (cervicalgia), Jonatan Gomez (dores no joelho direito), Éder Militão (suspenso) e Cueva (com a Seleção Peruana). Assim, o técnico Dorival Júnior escalou o time com Sidão; Araruna, Arboleda, Rodrigo Caio e Edimar; Jucilei, Petros e Hernanes; Marcos Guilherme, Maicosuel e Lucas Pratto.

Já o adversário atuou com Marcelo Grohe; Edilson, Geromel, Kannemann e Cortez; Jailson, Arthur e Ramiro, Luan, Fernandinho e Lucas Barrios. Quando a bola rolou, o primeiro tempo foi muito estudado e sem grandes oportunidades de gol. Os mandantes tentavam pressionar o Tricolor, mas também tinham dificuldades para chegar na frente e finalizar contra a meta de Sidão.

Antes do intervalo, as redes só balançaram após um bate e rebate na área paulista: aos 33 minutos, Arboleda tentou fazer o corte, mas a bola bateu no zagueiro Kannemann e entrou. 1 a 0. Em desvantagem, o São Paulo tentou reagir e alternou as movimentações de Maicosuel e Marcos Guilherme, mas os donos da casa administraram o resultado.

Na volta para a segunda etapa, o comandante tricolor mexeu na equipe e promoveu a entrada do jovem Lucas Fernandes no lugar de Maicosuel. O São Paulo tentou retomar as rédeas da partida, mas os gremistas se fecharam bem e apostaram nos contragolpes. Então, em uma nova tentativa de fazer o time reagir, Dorival colocou Júnior Tavares na vaga de Petros aos 26 minutos.

Aos 27, o Tricolor até balançou as redes e empatou com Lucas Pratto, mas a arbitragem invalidou a jogada: o argentino recebeu na área e fuzilou de perna esquerda, mas o assistente assinalou impedimento e anulou o tento dos paulistas. Para manter a postura ofensiva e encurralar os donos da casa, o comandante substituiu Araruna pro Gilberto – Marcos Guilherme foi deslocado para a lateral direita.

Aos 35 minutos, Júnior Tavares lançou nas costas da defesa gaúcha e achou Lucas Fernandes, que testou de primeira e parou nas mãos do goleiro Marcelo Grohe. Pouco depois, aos 40, Pratto apareceu bem na área para deixar tudo igual, mas foi travado pelos gremistas. Já nos acréscimos, o camisa 9 teve outra grande chance após tabelar com Hernanes, porém, novamente o arqueiro adversário impediu o empate.

Assim, apesar de insistir até o apito final, o São Paulo não conseguiu evitar o tropeço fora de casa por 1 a 0. No próximo final de semana, em busca da reabilitação, o Tricolor receberá o Botafogo no Pacaembu: o confronto com os cariocas está marcado para o domingo (19), às 17h (de Brasília). Vale ressaltar que antes do duelo com o Grêmio, o time são-paulino acumulava cinco jogos de invencibilidade.